Notícias

Gordura saturada pode reduzir chances de diabetes tipo 2, revela pesquisa

Compartilhe:     |  25 de outubro de 2014

A maioria das pessoas escolhe quase automaticamente o leite desnatado e a manteiga com menos gordura no supermercado, isso porque por décadas ouviu dizer que alimentos com gordura saturada pode entupir as artérias, causar obesidade e aumentar os riscos de ataques cardíacos e diagnóstico de diabetes tipo 2. Mas, uma nova pesquisa desenvolvida na Suécia concluiu que comer laticínios ricos em gordura pode, na verdade, reduzir as chances de ter diabetes tipo 2. As informações são do site inglês Daily Mail.

A pesquisa analisou 2.500 pessoas e aquelas que comiam oito ou mais porções de latícinios com gordura diariamente tinham 23% menos chance de desenvolver a doença do que quem comia uma ou nenhuma porção. O motivo se deve ao fato de que gordura afeta a forma como o corpo quebra o açúcar.

Especialistas canadenses divulgaram também que comer todos os dias produtos como queijo e creme de leite pode estar associado a ter menor pressão arterial e níveis mais baixos de açúcar no sangue – estes são fatores que determinam a redução no risco de diabetes e obesidade. Isso acontece porque as pessoas com resultados melhores nos exames sanguíneos tinham um tipo de gordura associado a derivados do leite.

Na verdade, o fato de banir ao máximo a gordura saturada da dieta é que pode ser o problema, já que isto aumentou o consumo de carboidratos e açúcar. E são justamente estes dois alimentos que mantêm o nível de açúcar no sangue mais alto do que deveria causando o ganho de peso e ao aumento de chances da diabetes tipo 2 aparecer.

A campanha de reintrodução da gordura no cardápio é encabeçada pelo lançamento do livro The Big Fat Surprise: Why Butter, Meat and Cheese Belong In A Healthy Diet, (Surpresa Grande e Gorda: porque manteiga, carne e queijo pertecem a uma dieta saudável, em português) da jornalista de ciência Nina Teicholz. “A evidência agora é que a gordura da carne vermelha, ovos e laticínios é mais saudável do que depender de óleos vegetais”, explica.



Fonte: Terra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Aromaterapia para cães tem vantagens, mas exige conhecimento

Leia Mais