Notícias

Guardas peruanos avistam espécie de pato encontrada pela última vez há 100 anos

Compartilhe:     |  11 de abril de 2015

As autoridades do Peru reportaram o registro, após cem anos, de um “Irerê ou Pato de Cara Branca” (Dendrocygna viduata), uma espécie que foi vista pela última vez no século XIX em Lima e na região selvática de Ucayali, informaram nesta sexta-feira fontes oficiais.

O Serviço Nacional de Áreas Naturais Protegidas pelo Estado (Sernanp) detalhou, em comunicado, que seus guardas avistaram o pato no refúgio de vida silvestre Los Pantanos de Villa, no distrito de Chorrillos, no sul de Lima.

A descoberta foi feita no setor Marvilla, “cuja principal característica é a presença de uma lagoa rodeada de Totora, o que a transforma em uma das zonas com maior presença de aves residentes e migratórias na área natural protegida”, indicou a nota.

Segundo os especialistas, o último reporte desta espécie foi feito no século XIX, na cidade de Lima e no rio Ucayali, na Amazônia do país, conforme o indicado no Livro de Aves do Peru, publicado em 2010.

O pato mede cerca de 50 centímetros de comprimento e pode chegar a pesar 700 gramas.

Ele é caracterizada por ser uma ave “ativa durante as primeiras e últimas horas do dia, e por estar sempre em grupos grandes, como a maioria das aves aquáticas (espécie de aves migratórias)”, segundo os cientistas.

O Sernanp destacou que Los Pântanos de Villa figuram entre os principais destinos turísticos em Lima para o turismo de observação de aves, já que recebe centenas de observadores de todo o mundo que chegam para fotografar e estudar as mais de 200 espécies que vivem neste refúgio de vida silvestre.



Fonte: Uol



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Uma casa ambientada para você e seu pet

Leia Mais