Notícias

Helicópteros são usados para jogar comida para cangurus após incêndios na Austrália

Compartilhe:     |  29 de março de 2020
Além dos incêndios, uma seca prolongada afetou o habitat dos cangurus, deixando os animais sem alimento

Cangurus ameaçados pela fome, após seu habitat ser destruído por incêndios na Austrália, estão sendo alimentados com a ajuda de helicópteros, que estão sendo usados para arremessar cenoura e batata-doce para esses animais no estado australiano de Novas Gales do Sul.

Além dos incêndios, a região também foi afetada por uma seca prolongada, que reduziu a quantidade de alimentos disponíveis para os cangurus.

“Não sobrou absolutamente nada”, disse Michaela Jones, diretora de projetos do Serviço de Parques Nacionais e Vida Selvagem de New South Wales. Ecologistas estimam mais de um bilhão de animais silvestres mortos nos incêndios. Milhões de hectares de mata também foram destruídos.

De acordo com Trent Forge, gerente de projeto de espécies ameaçadas do Serviço de Parques Nacionais e Vida Selvagem, alimentar os cangurus não é um conselho usual, mas o procedimento passou a ser necessário após as queimadas.

Os trabalhos são feitos de maneira a jogar alimentos para os cangurus a cada 10 ou 14 dias. Os helicópteros sobrevoam o Parque Nacional Wollemi, distribuindo os vegetais. Segundo Forge, aproximadamente 80% do habitat desses animais foi devastado pelo fogo. “Se quisermos conservar a espécie, precisamos ajudar os sobreviventes”, disse.

Desde 1999, Jones trabalha em prol da espécie, que cresceu de oito para 110 cangurus. Ela esteve na área de Jenolan, acompanhando os sobreviventes do incêndio e encontrou, inclusive, gambás mortos. “Senti que o trabalho de toda a minha vida estava virando fumaça”, lamentou. “Dava para sentir o cheiro de animais mortos por toda parte”, completou.

Mais tarde, 16 cangurus isolados em uma cachoeira foram encontrados por fiscais. Parte deles havia passado dias sem se alimentar. Jones afirmou que acreditava que cerca de um terço da população local da espécie tinha sobrevivido.

Três semanas após os incêndios, os alimentos começaram a ser distribuídos. Água também está sendo lançada aos animais. Apenas Jones trouxe 200 litros em uma viagem – quase tudo foi consumido pelos cangurus em uma única noite.

“Você sempre acha que os animais se mudarão para a área de mata não queimada mais próxima – mas onde sobrou um pouco de mata não queimada?”, lamentou Jones. De acordo com ela, não havia nenhum local que não tinha sido atingido pelos incêndios em um raio de 40 quilômetros.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais