Notícias

IBGE mapeia potencial de agressividade climática na Amazônia

Compartilhe:     |  19 de novembro de 2014

Com dados provenientes de 326 estações meteorológicas, coletados durante três décadas, além de informações da SUDAM e do IBGE, o mapa integra os estudos produzidos pelo Diagnóstico Ambiental da Amazônia Legal. Em escala de 1:5.000.000 (1cm = 50km), sua versão digital está disponível clicando aqui.

O IBGE apresenta o mapa do Potencial de Agressividade Climática na Amazônia Legal que integra os estudos produzidos pelo Diagnóstico Ambiental da região. Foram analisados dados provenientes de 326 estações climatológicas e pluviométricas do banco de dados do antigo Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE) e da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), coletados entre 1960 a 1990, além de informações do Atlas Climatológico da Amazônia Brasileira (SUDAM, 1984) e do acervo do IBGE.

O mapa conjuga a análise das variáveis climáticas, ajustadas às características do relevo e da cobertura vegetal da Amazônia Legal, que ameniza os efeitos do clima.

A partir da integração e análise de todas as variáveis foram estabelecidas três grandes classes de agressividade (alta, média e baixa), subdivididas em níveis (fatores), segundo a combinação dos elementos: índice de concentração de chuvas; números de meses com excesso, número de meses com deficiência e totais médios anuais de chuva (tabela abaixo).

O mapa está em escala de 1:5.000.000 (1cm = 50km) e sua versão digital, nos formatos pdf e shape, pode ser encontrada no portal do IBGE, em:
ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_tematicos/integrado_zee_amazonia_legal/shape/
shapes_potencial_agressividade_climatica.zip
.
Arquivos em formato shape também estarão disponíveis em breve, como geoserviços, na INDE (Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais).



Fonte: EcoDebate - IBGE



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais