Notícias

Investigações associam consumo de queijo a surto de bactéria na França

Compartilhe:     |  23 de junho de 2018

Uma recente investigação revelou que casos de crianças que desenvolveram uma doença que causa insuficiência renal, baixa contagem de hemácias e destrói células de coagulação sanguínea estão relacionados ao consumo de queijo de origem animal.

Esta doença chamada síndrome urêmica hemolítica é mais comumente causada pelo consumo da bactéria E.coli. O microorganismo instala-se no trato digestivo e libera toxinas nocivas na corrente sanguínea.

Essas análises foram realizadas pela Santé Publique France, que afirma que o consumo de um queijo chamado reblochon é o elo epidemiológico entre esses casos. Tornou-se mais evidente que a síndrome hemolítica urêmica foi causada por E.coli após um surto similar de E. coli ocorrido no início deste ano.

Uma recente investigação revelou que casos de síndrome urêmica hemolítica, causada pelo E.coli, são associados ao consumo de queijo de origem animal.

Depois de provas suficientes e trabalho laboratorial do National Reference Laboratory for E.Coli, foi decidido que mais de 350 toneladas de queijo Reblochon seriam retiradas de circulação. O Canadá seguiu o exemplo da França e emitiu um recall preventivo do queijo para evitar um surto adicional.

15 crianças, com idades entre 1 e 5 anos, foram incluídas na investigação do surto. Todas as 15 crianças comeram o queijo em questão, e 12 foram infectadas com a mesma cepa de E.coli. Além disso, 11 das 15 crianças em questão desenvolveram síndrome hemolítica urêmica e outra experimentou outros sintomas, como diarréia. Uma criança morreu após contrair a síndrome urêmica hemolítica.

Existem diversas alternativas ao queijo de origem animal, a exemplo do queijo de amêndoas, tofu de grão-de-bico, queijo de quinoa e queijo de castanha de caju. Essas possibilidades, além de mais saudáveis e nutritivas, salvam vacas de abusos e exploração nas fazendas leiteiras.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais