Trilhas da Paraíba

Jardim Botânico

Compartilhe:     |  29 de junho de 2018

 Localizado no coração da Capital, o Jardim Botânico de João Pessoa guarda importantes espécies da Mata Atlântica brasileira em plena zona urbana.

É no Jardim Botânico da cidade, que João Pessoa faz jus ao título de segunda cidade mais verde do mundo. Localizado em plena área urbana, a mata é um tesouro natural preservado para as gerações.

Com trilhas que atravessam a mata e levam o visitante a belas lagoas, o Jardim Botânico possui uma estrutura que possibilita o contato com a natureza de uma maneira segura e cheia de conhecimento. Acompanhado de guias especializados e guardas florestais, o turista aprende sobre a mata na medida em que observa espécies raras da nossa fauna e flora.

Resultado de imagem para jardim botanico pb

Com a missão de promover a conservação da Mata Atlântica do Nordeste, coordenando e conduzindo ações e programas de pesquisa e educação ambiental, desenvolvendo e mantendo coleções documentadas de plantas nativas e outros espécimes botânicos apropriados à zona climática nordestina, o Jardim Botânico de João Pessoa é uma excelente opção para quem quer fugir um pouco da agitada vida urbana da Capital.

 Um Jardim Botânico é, na verdade, uma área protegida, constituída por coleções de plantas vivas cientificamente reconhecidas e documentadas. A área tem como finalidade principal o estudo a pesquisa e a documentação, mas também está acessível ao público, servindo à educação, à cultura, ao lazer e promovendo a conservação do meio ambiente.

Aqui em João Pessoa, a Mata Atlântica é o que de mais importante restou no Estado a nível de floresta.

Por tal preservação, o Jardim ainda possui alguns trechos fechados e exuberantes, cuja flora revela-se sem timidez em pleno contexto, estimulando a contemplação. Assim, a área não está apenas destinada ao estudo científico. O espaço para o lazer está garantido, principalmente para quem gosta de passar inesquecíveis momentos junto à natureza.

Existem no Jardim três trilhas abertas ao turista, onde o visitante pode observar de perto belas espécies da flora típica da floresta Atlântica. O lugar recebe grupos de até no máximo 50 pessoas por turno e todas as visitas devem ser agendadas com antecedência. Antes de colocar os pés na trilha, no entanto, o turista assiste a uma palestra que explica a importância do Jardim Botânico para a cidade.

Resultado de imagem para jardim botanico pb

Na trilha do Rio, a primeira e de menor grau de dificuldade, com 300 metros de extensão, o visitante segue até o Poço das Salamandras, passando por espécies raras da mata. Já na trilha do Buriti, que leva ao Lago das Ninféias – uma espécie de vitória régia – a mata fica mais densa, apresentando árvores maiores e uma incrível variedade de espécies. Por fim, a trilha do Bambuzal leva o turista até a “árvore do abraço”, um dendezeiro e uma gameleira que cresceram entrelaçados e que chama a atenção de quem percorre o caminho.

No local onde nasceram as duas árvores, os guias contam que, no século 19, o antigo proprietário da reserva teria visto a filha beijando um dos empregados. Ao atirar no rapaz, o pai não teria notado a filha se jogando na frente do namorado.

As árvores “abraçadas” teriam nascido logo após o episódio. Lendas a parte, o fato é que conhecer o Jardim Botânico é fazer uma incrível viagem ao coração da Mata Atlântica, um passeio inesquecível e cheio de significado.

 



Fonte: A União - Turismo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Primeiros socorros: o que fazer quando o seu pet precisa de ajuda

Leia Mais