Notícias

Libido baixa? Veja alimentos que aumentam o prazer na quarentena

Compartilhe:     |  26 de agosto de 2020

Alguns alimentos realmente fazem aumentar a libido. A cultura afrodisíaca é bem marcante em pratos tradicionais indianos, árabes, argelinos, iranianos, libaneses, turcos, chineses e japoneses. Na índia, por exemplo, o coco é famoso por aumentar a quantidade e qualidade de sêmen. Já na França, temperar saladas com flores, como glicínia, também é afrodisíaco. Isso porque o órgão reprodutor das plantas, ervas aromáticas e especiarias têm propriedade que ativam a circulação sanguínea e o sistema nervoso.

O estímulo sexual através dos alimentos é uma tática de conquista milenar. Desde cedo, a boca é a primeira fonte de prazer e é por onde recebemos o alimento. A palavra afrodisíaco vem de Afrodite, a deusa grega do amor e está associada a tudo o que desperta o desejo. O zinco, por exemplo, é uma substância necessária pra produção de espermatozoide, pra desenvolvimento dos órgãos reprodutivos masculinos, e esses alimentos com características afrodisíacas têm grande quantidade de zinco.

“Na literatura científica pesquisada não existe o termo alimento afrodisíaco, mas embora se tenha uma definição para os alimentos afrodisíacos, e existem centenas de produtos conhecidos por suas qualidades afrodisíacas pela capacidade de que eles têm em agir como estimulante sexual. São capazes de melhorar nosso humor, aumentar e aumentar nossa disposição para um bom funcionamento do nosso organismo”, explica a Dra. Nívea Bordin, nutróloga da Clínica Leger.

Abaixo, a profissional tira todas as dúvidas sobre quais alimentos você pode começar a consumir para aumentar a libido durante a quarentena. Veja as dicas!

Frutas para aumentar o prazer sexual 

Amêndoas: associa-se à paixão e fertilidade. É o componente mais sensual da cozinha árabe. Na itália, era usada como remédio e excitante amoroso, e talvez provenha daí o costume de oferecer amêndoas antes das refeições. Além disso, as oleaginosas, como castanha de caju, amêndoas e castanha do Pará são fontes de vitamina E, responsável por melhorar o humor.

Banana: o seu poder afrodisíaco é mais associado à forma fálica. Além disso, é rica em potássio, vitaminas do complexo B e magnésio, o que pode ajudar a aumentar a libido.

Coco: na índia acreditam que aumenta a qualidade e quantidade do sêmen e cura doenças das vias urinárias

Tâmara: O suco fermentado da tamareira, prepara-se um licor afrodisíaco, altamente energético.

Frutas vermelhas: morango, cereja, amora e outras frutas silvestres podem ser consideradas afrodisíacas tanto por suas propriedades ― que carregam boas quantidades de vitaminas e antioxidantes ― quanto pela simbologia.

Abacate: além do formato que lembra um órgão genital feminino, é rico em potássio, vitamina B6 e gorduras boas, que melhoram a vida sexual.

Bebidas alcoólicas estimulantes

As bebidas como o vinho tinto, o vinho branco, whisky e vodka têm um efeito afrodisíaco em função de produzir um relaxamento do corpo. Tanto para homens, como mulheres, dilata vasos sanguíneos se consumido com moderação, desinibe, relaxa e alegra a pessoa. No entanto, o álcool em excesso, faz a libido de qualquer um dormir.

Outros exemplos são:

Absinto: licor verde extraído da planta com o mesmo nome, o qual acrescentam ervas. Tem fama de poderoso afrodisíaco desde a época dos gregos, porém é tão tóxico que foi proibido na França em 1915 e depois em outros países.

Amaretto: bebida à base de amêndoas. Acredita-se que é capaz de aumentar a libido. Sua reputação erótica deve-se às amêndoas, fruto mitológico surgido do ventre de uma deusa. Usa-se como digestivo e na preparação de coquetéis e sobremesas.

Chocolate é um grande afrodisíaco sexual

O chocolate é um dos alimentos mais ricos em magnésio e desde a antiguidade é uma grande celebridade como afrodisíaco. Ele tem propriedades estimulantes e que, por isso, aumentam a produção de hormônios sexuais e melhoram a libido. Além disso, também é capaz de trazer a sensação de bem estar, fazendo com que o apetite sexual seja estimulado.

Pimenta traz sensação de prazer

A pimenta é responsável por gerar diferentes reações fisiológicas no corpo, como transpiração, aumento da frequência cardíaca e da circulação sanguínea. Ela aumenta o prazer do casal porque suas reações no organismo são semelhantes as que vivenciamos na hora do sexo. Isso porque ela tem capsaicina, que é o responsável pelas reações estimulantes, além de ser um ótimo analgésico.

Como incluir esses alimentos na rotina

Os coreanos são os maiores consumidores de alho e pimenta vermelha, grandes estimulantes. Então, eles comem pratos afrodisíacos todos os dias. Não tem uma quantidade, pode comer todos os dias se quiser, porque tem uma variedade grande de alimentos com qualidades afrodisíacas.

Pimenta ajuda na libido porque causa transpiração, aumento da frequência cardíaca e da circulação sanguínea. Foto: iStock

Alimentos de origem animal

Testículos: desde muito tempo, os testículos de alguns animais têm fama de estimulantes. Enquanto na Ásia os preferidos são os de macacos, na América os de touro ganham maior simpatia. Em outras partes do mundo os escolhidos são os de cordeiro e os de bode.

Fígado e rim: o rim bovino ou de cordeiro é um prato habitual na Espanha e França. Atribui a eles o estímulo sexual graças ao papel fundamental que representa na circulação da energia vital.

Tartaruga: Normalmente é preparada como sopa. No oriente, a carne deste animal é muito apreciada pelas virtudes estimulantes. Na antiguidade era o prato obrigatório na corte chinesa.

Caracol: considerado afrodisíaco devido a sua semelhança com o clitóris

Frutos do mar: os moluscos e crustáceos do mar são considerados, dentre os afrodisíacos, os mais poderosos. Na hierarquia, as ostras ganham o papel da prima-dona e os mariscos vêm logo em seguida. Mexilhões, vieiras, lula, polvo, camarão, lagostim, caranguejo e lagosta também estão nessa lista.

Zinco: é uma substância necessária pra produção de espermatozoide, pra desenvolvimento dos órgãos reprodutivos masculinos, e esses alimentos com características afrodisíacas, eles têm grande quantidade de zinco, como os caranguejos, as vísceras, semente de abóbora, de girassol e as ostras. As ostras têm quatro a cinco vezes mais zinco do que as nossas necessidades diárias recomendadas, daí vem a grande popularidade da ostra como afrodisíaco.



Fonte: Fórtissima



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais