Notícias

Lua Titã está se afastando de Saturno 100 vezes mais rápido que se pensava

Compartilhe:     |  11 de junho de 2020

A órbita de Titã, uma das dezenas de luas de Saturno, está se expandindo a uma velocidade 100 vezes mais rápida do que o esperado pelos cientistas. A descoberta foi realizada por um grupo de astrônomos de diversos países e foi publicada na segunda-feira (8) na Nature Astronomy.

Como explicam os especialistas no estudo, assim como a Lua está lentamente se afastando da Terra (o que resulta em um aumento de sua órbita), o mesmo ocorre com o satélite natural de Saturno —, mas os cientistas não sabiam que o fenômeno era tão rápido. Pelos modelos astronômicos Titã deveria se afastar do planeta a uma taxa de 0,1 centímetro por ano, entretanto, segundo a nova pesquisa, esse índice é de 11 centímetros por ano.

Os cientistas chegaram a essa conclusão após novas observações indicarem que Titã chegou na posição atual em relação a Saturno (1,2 milhão de quilômetros) ao longo de 4,5 bilhões de anos. A conclusão foi resultado do uso de uma técnica chamada astrometria, que produziu medições precisas da posição de Titã em relação às estrelas de fundo graças a fotos feitas pela sonda Cassini. Além disso, um outro método conhecido como radiometria mediu a velocidade do equipamento da missão, que foi afetado pela influência gravitacional de Titã.

“A maioria dos trabalhos anteriores previu que luas como Titã ou Calisto, de Júpiter, foram formadas a uma distância orbital semelhante à que as vemos agora”, explicou Jim Fuller, professor assistente do Instituto de Tecnologia da Califórnia e coautor do artigo, em declaração à imprensa. “[A nova pesquisa] implica que o sistema lunar de Saturno, e potencialmente seus anéis, se formaram e evoluíram mais dinamicamente do que se acreditava anteriormente.”



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais