Notícias

Lutando contra a gordofobia em ‘Malhação’, Guilhermina Libanio revela: ‘Hoje eu me sinto sexy!’

Compartilhe:     |  10 de junho de 2018

Que bom que tem uma mina gorda na TV. Agora eu me vejo!”. Essa é uma das milhares de mensagens que Guilhermina Libanio tem recebido desde que Úrsula deu um grito de liberdade ao corpo em “Malhação: vidas brasileiras”. E o grito ecoou de tal maneira que os dez capítulos protagonizados por ela igualaram o recorde da nova temporada: 24 pontos de audiência.

— Representatividade importa. É preciso, sim, que tenha uma menina gorda na TV e que o papel dela não seja só ser gente boa e engraçada. Que ela beije na boca, que tenha uma vida normal. Até para quem faz bullying foi bom para ver o quanto afeta a pessoa que está sendo agredida — observa Guilhermina.

Úrsula deu um basta na rejeição que sofria por parte dos colegas. Empoderou-se, colocou para correr o “peguete” que não queria assumir o namoro com ela por vergonha e ainda ganhou admiradores ao ser revelada a “gostosa misteriosa” da Escola Sapiência. Esse processo de autoaceitação também é recente na vida de sua intérprete:

— Hoje eu me sinto sexy! Deve ter uns dois meses que eu passei a me olhar diferente. É um processo diário você se achar mais bonita. Agora, vejo beleza no meu corpo, mesmo ele não sendo o que as pessoas esperam. Também o que a pessoa espera é problema dela, né? Se não gosta, não fica comigo. Respeito sua opinião, mas você não me interessa!

Atriz conta que já mandou nudes
Atriz conta que já mandou nudes Foto: Vinícius Mochizuki

Segura e direta, Guilhermina não esconde que já se boicotou com dietas radicais e que cogitou diminuir os seios, mas que essas questões, agora, são carta fora do baralho. Conta também que nunca sofreu com distúrbios alimentares. E não aceita ser cobrada.

— O meio (artístico) pode até ser cruel, mas a gente faz uma terapia, rema contra a maré e vai. Estou assim agora, mas, se daqui a dois, três anos eu emagrecer, ainda vou ser eu! Se me quiser para trabalhar, legal. Caso contrário, não posso fazer nada! Em 2018, não pode ser aceito que a mocinha seja sempre loura, de olhos azuis, branca, magra… Existem pessoas assim, tudo certo, mas as outras também querem se ver. No Brasil, esse padrão é irreal, não funciona, e ninguém compra mais — enfatiza.

Guilhermina revela que já se boicotou com dietas radicais e cogitou diminuir os seios
Guilhermina revela que já se boicotou com dietas radicais e cogitou diminuir os seios Foto: Vinícius Mochizuki

Neste ensaio, a estudante de Artes Cênicas de 20 anos se mostrou livre para ousar, sem pudores. Disse que adoraria encarar a moda como aliada na vida real, mas que é preciso um olhar mais apurado do mercado para esse público, tão exigente quanto qualquer outro:

— Gosto muito, mas a moda não é feita para pessoas gordas. São raríssimas as lojas que vendem roupas para gorda jovem. Tenho que rebolar para achar uma coisa que seja compatível com minha idade, meu gosto. Então, acabo sendo muito básica. Gosto de ousar de vez em quando, mas as lojas têm que me ajudar, porque é bem difícil! Costumo comprar em internet e fast fashion. Gostaria de ter mais opções.

Guilhermina conta que autoaceitação é tão recente quanto da personagem
Guilhermina conta que autoaceitação é tão recente quanto da personagem Foto: Vinícius Mochizuki

Na novela, a jovem de cachos cor-de-rosa bombou nas redes sociais com vídeos sensuais, declamando textos da poetisa Florbela Espanca. Em sua página oficial do Instagram, Guilhermina revela ter sido assediada por conta das imagens da personagem:

— Não foi nada muito pesado, mas eu me senti agredida. Não foi para isso que a gente fez o vídeo. Mas também sei que o problema está nessas pessoas que me assediaram. Se está me paquerando, o cara não chega e fala do meu seio, né? Isso é invasivo. Excluí as mensagens e não quero que isso atrapalhe o quão lindo, artístico e importante foi o vídeo, que serviu para as mulheres saberem que elas são sensuais, sim, que seus corpos são muito mais do que um padrão.

Ela avisa que não aceita ser cobrada
Ela avisa que não aceita ser cobrada Foto: Vinícius Mochizuki

Sobre nudes, Guilhermina não sai pela tangente, rasga o papo. É sincera:

— Já mandei, sem a cabeça porque não sou boba (risos). É também uma descoberta. Às vezes, você fotografa e nem manda, é só para consumo próprio.

Úrsula se apaixonou e tentou engrenar um romance com Enzo (Bruno Ahmed), que, por preconceito, a perdeu. Fora da ficção, a atriz não emplacou um relacionamento sério ainda.

Guilhermina revela que ainda não namorou e que é seletiva
Guilhermina revela que ainda não namorou e que é seletiva Foto: Vinícius Mochizuki

— Nunca namorei. Meu primeiro beijo foi aos 14 anos. Também não tenho coragem de chegar, mas vou melhorar isso. Sou seletiva, tenho medo de levar um fora. Já me apaixonei? Já! Já quebrei a cara? Já! Quem nunca?



Fonte: Extra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais