Notícias

Mandacaru: curiosidades, como plantar e cuidar dessa planta símbolo do Nordeste

Compartilhe:     |  23 de agosto de 2020

“Mandacaru quando fulora na seca/ É o sinal que a chuva chega no sertão”… Quem não se lembra desse xote do inesquecível de Gonzagão enaltecendo o mandacaru, essa planta símbolo do Nordeste.

Vamos saber tudo sobre essa planta maravilhosa?

Características do Mandacaru

O mandacaru (Cereus jamacaru) é um tipo de cactus nativo do Brasilendêmico do semiárido do Nordeste. Em tupi, seu nome (mãdaka’ru ou iamanaka’ru) significa “espinhos agrupados danosos“.

É uma planta que dá, praticamente, em qualquer lugar, sem precisar de um tratamento específico. Suas sementes, que se espalham com a ajuda de aves e do vento, brotam até sobre telhados de casas.

A espécie, que é típica do bioma caatinga, pode chegar a seis metros de altura. Está adaptada a viver em ambientes severamente secos, o que dá aos seus espinhos a função de defesa contra animais herbívoros.

Utilidades (para que serve o mandacaru?)

De acordo com o Cerratinga, o mandacaru contribui para a restauração de solos degradados, serve como cerca natural e alimento para alguns animais. Já os seus frutos e a sua flor são alimentos para aves e abelhas.

A planta pode ser utilizada de diversas formas, como, por exemplo, servindo de ração para animais em tempos de forte seca.

Um estudo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) descobriu que o mandacaru serve para o tratamento de água e dá sinais de redução da poluição ao final desse processo.

Curiosidades

É impossível não falar no valor simbólico do mandacaru para a cultura nordestina, como lembrado na canção de Luiz Gonzaga o “Xote das Meninas”. Toda a cultura nordestina é rica em referências à planta, que representa a força e a resistência do povo nordestino.

A flor branca do mandacaru desabrocha à noite e murcha ao nascer do sol. O seu fruto, violáceo e com a polpa branca, serve de alimento para os habitantes e as aves da região.

A seca extrema e o desmatamento podem ameaçar o mandacaru de extinção. Segundo o pequeno produtor rural paraibano Juracy Nunes disse ao Ecodebateé preciso reflorestar a caatinga, uma solução complicada porque não existe o costume de plantar o mandacaru.

Para usar a planta como ração animal, os sertanejos queimam-na para tentar salvar seus pequenos rebanhos famintos. Essa prática, que é secular, consiste em assar o mandacaru.

Como plantar e cuidar

O mandacaru, por ser uma planta resistente, exige poucos cuidados porque tem uma grande capacidade adaptativa.

Para que ele cresça saudável em vaso, basta adubá-lo esporadicamente (a cada 10 ou 15 dias) e mantê-la sob o sol. Se você mora em apartamento, procure deixar o vaso o mais próximo possível de uma janela por onde entre a luz solar ou numa varanda.

Veja no vídeo do Plantas em Vasos dicas para plantar e cuidar do teu mandacaru:



Fonte: GreenMe - Gisella Meneguelli



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais