Notícias

Médicos prescrevem plantas e terapia horticultural em cidade da Inglaterra

Compartilhe:     |  10 de setembro de 2019

Mais uma clínica de saúde do Reino Unido vai prescrever “natureza” como complemento no tratamento dos pacientes. Desta vez, é a clínica Cornbrook em Manchester, na Inglaterra, que abriu espaço em seu terreno para abrigar um jardim – que serve como espaço de socialização e de contato com o verde.

Com tomateiros, couve-flor, brócolis e couve – entre outros vegetais – a ideia é que os hospitalizados tenham à disposição um local tranquilo e de bem estar. “O jardim proporciona oportunidade para a população local aprender novas habilidades, participar de exercícios físicos, obter acesso a alimentos saudáveis e gratuitos e conhecer novas pessoas”, explica a organização “Semear a cidade”, que está à frente do projeto.

Além da horta, os clínicos gerais recomendam o cultivo de alimentos, prescrevem ervas fáceis de cuidar (como erva-cidreira e hortelã) e também incentivam as pessoas a se envolverem em atividades comunitárias. Um dos projetos inclusive é a terapia horticultural em que pacientes se reúnem para cultivar plantas diversas.

Pessoas que sofrem de ansiedade, depressão e solidão podem levar para casa ervas, vegetais e vasos de plantas. Uma das estratégias da clínica, que é especializada em cirurgia, é dar ao paciente uma planta para que ele cuide até o retorno ao médico – quando deve levar novamente para transferir a plantinha ao jardim comunitário.

A ONG “Semear a cidade” trabalha com hortas há muitos anos, sempre mediando o trabalho entre os profissionais de saúde e os pacientes.

Cuidar da saúde, mesmo em países de grande potência econômica, é caro. Então, nada melhor do que a máxima: é melhor prevenir do que remediar. E o contato ao meio natural pode ser uma ótima maneira de alcançar boa saúde do corpo e da mente.



Fonte: CicloVivo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

5 coisas horríveis que você não sabia que aranhas podem fazer com você

Leia Mais