Notícias

Melhoramento genético traz resultado na produção de maracujá

Compartilhe:     |  30 de julho de 2014

A safra do maracujá vai ser menor, este ano, em Santa Catarina, só que a queda na quantidade foi compensada pela qualidade dos frutos. Tudo graças às pesquisas de melhoramento genético.

A safra de maracujá está terminando com produção abaixo do esperado em Santa Catarina. A expectativa era colher cerca de 20 mil toneladas, mas neste ano não deve chegar a 18 mil. O principal fator para a queda foi o clima: muito frio na época do plantio e calor excessivo durante a floração.

Alcides Raimundo, que tem 400 pés plantados em Araquari, região norte do estado, perdeu 5%, mas apesar disso, ele conta que a qualidade da fruta está boa e a venda está indo bem.

A qualidade da fruta de Santa Catarina melhorou desde que parcerias foram firmadas entre instituições de pesquisa e produtores, em 2010. Hoje, o maracujá tem a casca mais fina e mais polpa, o que gera um aumento de até três vezes no valor do mercado.

No trabalho conjunto de pesquisa feito pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) foram selecionadas frutas com maior valor comercial.

As sementes foram distribuídas para os quase 500 produtores do estado, que conseguiram maracujás com até 15% mais polpa, rendimento extra para quem vende in natura e também para quem processa a fruta. Em Araquari, a caixa com 16 quilos de maracujá está saindo por R$ 45.



Fonte: Globo Rural



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Aromaterapia para cães tem vantagens, mas exige conhecimento

Leia Mais