Notícias

Mesmo fumar pouco causa danos a longo prazo aos pulmões

Compartilhe:     |  13 de dezembro de 2019

Em um novo estudo, publicado na revista The Lancet Respiratory Medicine, comparou-se a função pulmonar – a quantidade de ar que uma pessoa pode inspirar e expirar – de mais de 25.000 pessoas. A análise incluiu não fumantes, fumantes leves (menos de cinco cigarros por dia) e fumantes pesados (mais de 30 cigarros por dia).

A função pulmonar dos fumantes leves declinou a uma taxa mais semelhante aos fumantes pesados do que aos não fumantes. Comparado às pessoas que nunca fumaram, o declínio da função pulmonar foi 7,65 mL/ano maior entre os fumantes leves e 11,24 mL/ano maior entre os fumantes pesados.

O declínio acelerado da função pulmonar explica por que os fumantes têm maior probabilidade de desenvolver doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); esta doença é diagnosticada quando a função pulmonar cai abaixo de um nível definido.

Fumantes leves podem ter um risco maior de desenvolver DPOC do que muitos pesquisadores acreditavam. Até agora, a maioria dos estudos sobre DPOC se concentrava em fumantes pesados.



Fonte: Boa Saúde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Por que os cães bebem muita água?

Leia Mais