Notícias

Morte de crianças por engasgo é muito comum. Veja como prevenir e salvar

Compartilhe:     |  26 de novembro de 2020

Acidentes domésticos estão no topo da lista de ocorrências entre crianças, e, muitas delas, com consequências fatais. É o caso do engasgamento, a principal causa de morte acidental em bebês de até 1 ano de idade.

Recentemente, uma menina de 2 anos morreu, após engasgar-se com um pedaço de linguiça na escola que frequentava, na Inglaterra.

O engasgamento na primeira infância é comum, principalmente, porque as crianças possuem vias aéreas superiores pequenas, pouca experiência em mastigar e engolir e dentes menores. Além disso, crianças costumam levar objetos à boca com frequência e, no caso dos bebês, existe ainda uma dificuldade motora, como, por exemplo, levantar a cabeça. Por isso os dados são tão alarmantes.

Porém existem formas de prevenir engasgos e saber o que fazer, caso aconteça.

Alguns dados

O engasgo de crianças é mais comum até o primeiro ano de vida, no entanto, até os 5 anos isso pode acontecer. Por isso todo cuidado é pouco.

Cerca de 95% das mortes por engasgo acontece em ambientes domésticos.

Na União Europeia, a cada ano, 20 crianças morrem dessa forma e 2 mil sofrem algum tipo de engasgo.

Nos Estados Unidos, uma média de 12.345 crianças vão parar no Pronto Socorro em decorrência de obstruções das vias aéreas por causa de algum alimento (relatório de 2013). E essa ocorrência é comum no mundo todo.

Dados do Ministério da Saúde apontam que 791 crianças de até 14 anos morreram vítimas desse tipo de sufocação, em 2018.

Como prevenir engasgos

Existem várias medidas que os pais ou cuidadores podem adotar para evitar que crianças sofram algum tipo de engasgo.

Entre elas, as principais são:

Como salvar crianças vítimas de engasgamento

A melhor forma de salvar uma criança que foi vítima de engasgamento é fazendo a Manobra de Heimlich.

Essa manobra é adotada por socorristas do mundo todo e pode salvar a vida da criança.

Para fazê-la, a criança precisa estar de costas para o adulto, que vai abraçá-la por trás e fazer pressão com as mãos no músculo do diafragma. Esse recurso induzirá a tosse, expulsando o objeto ou alimento.

Confira abaixo um vídeo que mostra como fazer a Manobra de Heimlich:


Em casos de engasgos em bebês, o procedimento é um pouco diferente e consiste em colocar a criança de bruços nos joelhos do adulto, apoiando a cabeça do bebê no antebraço e segurando com a mão.

Depois, dê 5 tapinhas nas costas de modo a expulsar o corpo estranho das vias aéreas do bebê.

Em seguida, vire o bebê e faça 5 compressões sobre o osso central do peito. Volte a dar 5 tapinhas nas costas.

De todo modo e em todos os casos, mesmo que o objeto seja expulso, é importante levar a criança ao Pronto Socorro para verificar se está tudo bem.

Seguindo as recomendações de prevenção, as chances de passar por um apuro desse tipo diminui e pode salvar vidas.



Fonte: GreenMe - Daia Florios



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Alimentação natural para cães: dicas e cuidados

Leia Mais