Notícias

Mosquitos escolhem pessoas que vão ser picadas pelo cheiro exalado do organismo

Compartilhe:     |  18 de janeiro de 2015

Se os mosquitos parecem adorar você — principalmente nesta época do ano, em que o calor favorece a reprodução dos insetos —, não é porque seu sangue é doce. De fato, alguns fatores atraem os pernilongos, que acabam picando mais umas pessoas do que outras, mas isso nada tem a ver com o gostinho do alimento deles. Na verdade, as vítimas são escolhidas pelo cheiro.

Segundo o engenheiro agrônomo Rogério Catharino Fernandez, presidente da Associação Brasileira de Controle de Vetores e Pragas (ABCVP), odores exalados pelo organismo e substâncias como gás carbônico e ácido lático são rastreados no ar pelos animais, cujas antenas funcionam como nariz.

— Não é um cheiro específico que atrai o mosquito, mas o misto de odores emitidos por cada pessoa, que varia de indivíduo para indivíduo — diz o especialista.

Como são atraídos pelo gás carbônico, eliminado na respiração, os mosquitos tendem a picar quem tem o metabolismo acelerado e quem acabou de fazer atividade física — nos dois casos, a produção da substância é maior. Pelo mesmo motivo, o rosto é uma das regiões do corpo preferidas pelos insetos.

O ácido lático está presente na composição do suor. Por isso, Rogério Catharino Fernandez recomenda que as pessoas tomem banho e evitem se exercitar perto da hora de se deitarem para dormir, a fim de manter os mosquitos longe durante a noite.

Repelentes dermatologicamente testados e inseticidas de aerossol também ajudam a afastar os insetos.

Tipo sanguíneo O é o preferido

Estudos apontam que os mosquitos preferem pessoas de sangue tipo O, em especial aquelas com fenótipo secretor — que eliminam antígenos pelas mucosas, o que pode gerar um odor atraente para os insetos.

Mosquitos também rastreiam as temperaturas elevadas no corpo, que indicam maior circulação de sangue no local. Por isso, tendem a picar menos as palmas das mãos e as solas dos pés, que são menos aquecidas e capilarizadas.

Segundo Rogério Catharino, os repelentes agem mascarando o odor natural de cada pessoa. Hidratantes também fazem esse papel, embora o cheiro deles dure menos na pele. A essência de citronela, quando presente em produtos dermatológicos, também afasta os mosquitos.



Fonte: Extra - Camilla Muniz



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais