O lixo em questão

Movimento Lixo Zero entra em operação efetiva

Compartilhe:     |  20 de junho de 2015


Restaurantes associados vêm somando de 300 a 500 quilos de resíduos recicláveis coletados por dia (Foto: Creative Commons/Eric)

O Movimento Lixo Zero entrou em operação efetiva. Os restaurantes associados CT Brasserie, CT Boucherie, Olympe e Rede Lapamaki, no Rio de Janeiro, já estão separando o resíduo reciclável, que é recolhido e encaminhado às cooperativas de separação do material que segue para a indústria de transformação.

“Nossa missão é transformar os grandes geradores de resíduos da cidade do Rio de Janeiro em lixo zero, chamando atenção para a importância do estímulo à cadeia produtiva da reciclagem, que gera emprego e renda para quem mais precisa”, destaca Alfredo Piragibe, presidente do movimento que foi fundado no final de 2014.

São considerados grandes geradores: restaurantes, supermercados, shopping centers e hotéis. Apenas nesses quatro restaurantes, a média de coleta diária na primeira semana de operação foi de 300 a 500 quilos de resíduos recicláveis. O Hotel Arena e a Rede Cafeína também associaram-se ao movimento e acabaram de iniciar a coleta.

O objetivo é chegar ao final de 2015 com 100 associados. Aqueles que atingirem a meta de, no mínimo, 30% do total de resíduos destinados às cooperativas de reciclagem receberão o selo Lixo Zero. Apesar de dialogar principalmente com a reciclagem, o Movimento Lixo Zero está também trazendo ao Rio a iniciativa “Do Meu Lixo Orgânico, Cuido Eu!”.

Desenvolvido pela Embrapa, trata-se de um sistema de compostagem de lixo orgânico (cascas e restos de alimentos) aplicável ao ambiente doméstico e que produz adubo para ser utilizado em plantas, hortas ou árvores de rua. Estima-se que, através desse projeto, é possível poupar os aterros sanitários de 250 toneladas de lixo orgânico que seriam destinadas a eles, em seis meses.

Fonte: Instituto Akatu



Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais