Notícias

Mudança climática pode levar ornitorrincos à extinção, diz União Nacional para a Conservação da Natureza

Compartilhe:     |  22 de janeiro de 2020

Os ornitorrincos, espécie que está desaparecendo desde a colonização britânica da Austrália no fim do século XVIII, pode ser extinta graças às mudanças climáticas e à perda de habitat. A conclusão é de um estudo publicado na revista científica Biological Conservation na última segunda-feira (20).

Rios estão secando na Austrália por conta da seca severa. Sem eles, os ornitorrincos não conseguem sobreviver. As informações são do R7.

“Esses perigos expõem os ornitorrincos a uma pior situação de extinção local sem a capacidade de povoar novamente essas áreas”, disse Gilad Bino, líder da pesquisa no Centro de Estudos de Ecossistemas da Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW).

De acordo com o estudo, com as atuais condições climáticas, taxas de desmatamento de árvores e fragmentação de diques, a população de ornitorrincos cairá entre 47% e 66% nos próximos 50 anos.

Considerados “quase ameaçados” pela União Nacional para a Conservação da Natureza, os ornitorrincos não integram listas de proteção em muitos estados da Austrália, com exceção da Austrália do Sul, onde são classificados como “espécie em perigo”.

De acordo com o diretor do Centro para a Ciência dos Ecossistemas da UNSW, Richard Kingsford, a expansão humana e urbana coloca a vida destes animais em risco.

“Isso inclui as barragens que freiam sua movimentação, a agricultura que destrói suas tocas, os equipamentos de pescar e as redes que podem fazer com que se afoguem, assim como raposas, que são espécies invasoras”, afirmou Kingsford.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais