Notícias

Multinacionais com receita de U$$ 500 bi se unem em prol da biodiversidade

Compartilhe:     |  30 de setembro de 2019

Dezenove empresas, incluindo grandes multinacionais, que compartilham interesses estratégicos no setor de sustentabilidade na produção de alimentos se uniram ao Conselho Mundial de Negócios para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD) para promover mudanças no sistema de produção global.

A iniciativa, batizada de “One Planet Business for Biodiversity” (OP2B), foi lançada na Cúpula de Ação Climática da ONU em Nova York, informou, em nota, a brasileira Native – a maior exportadora mundial de açúcar orgânico -, que integra o grupo. As marcas participantes vendem produtos em mais de 120 países e têm receita total combinada de cerca de US$ 500 bilhões.

O grupo se comprometeu a agir para “desenvolver soluções inovadoras destinadas a proteger e aprimorar a biodiversidade nos sistemas agrícolas” até 2030. Entre as ações previstas estão ampliação de práticas agrícolas regenerativas para proteger a saúde do solo, desenvolvimento de portfólios de produtos para aumentar a biodiversidade cultivada e aumento da resiliência dos modelos de alimentos e agricultura, reduzindo desmatamento, aprimorando o manejo, a restauração e a proteção de ecossistemas naturais de alto valor.

Os membros da OP2B incluem o Grupo Balbo – dono da Native, Barry Callebaut, Danone, DSM, Firmenich, Google, Jacobs Douwe Egberts, Kellogg Company, Kering, Livelihoods Funds, L’Oreal, Loblaw Companies Limited, Mars, Migros Ticaret, McCain Foods, Nestlé, Symrise, Unilever e Yara.



Fonte: Revista Globo Rural



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais