O lixo em questão

Municípios orientam sobre descarte correto de máscaras e resíduos domésticos

Compartilhe:     |  12 de abril de 2020

Diversos municípios brasileiros orientam a população sobre o descarte correto de máscaras hospitalares para as pessoas que estão em isolamento domiciliar. A preocupação dos gestores aumentou com base em queixas de que as pessoas estariam misturando as máscaras usadas com outros tipos de resíduos e que, em alguns casos, o descarte estava sendo realizado junto com os materiais descartáveis.

Nos casos suspeitos ou confirmados existem vários protocolos que tratam sobre como deve ser o isolamento dessas pessoas. Entre os cuidados apresentados nos protocolos está o uso de máscaras para proteção e evitar contaminação. Uma lixeira ao lado da cama é uma das orientações.

Esses insumos, quando utilizados no ambiente clínico ou hospitalar possuem protocolos de descarte e destinação bem específica no lixo hospitalar. Porém nas residências é preciso tomar outros cuidados e utilizar soluções simples.

Os pacientes quando em suas residências, devem manter lixeira com tampa ao lado da cama e no banheiro com saco ou sacola de plástico para jogar o lixo (papel higiênico, lenço de papel, máscara, e outros). Esvaziar a lixeira de duas a três vezes ao dia, fechando o saco ou sacola plástica e encaminhar para outro local, por exemplo, a lavanderia. No dia em que a coleta de lixo comum passar na sua residência, colocar todos os sacos plásticos com lixo dentro de um único saco ou sacola maior e encaminhar para a lixeira externa da residência, prédio ou condomínio.

É necessário isolar bem esse tipo de material do lixo orgânico antes de levar os resíduos para o local da coleta seletiva e não se deve misturar em hipótese alguma com os materiais da coleta seletiva encaminhados para a reciclagem.

Ao encaminhar para as lixeiras comuns do prédio, casa, condomínio acondicionar em um único saco de lixo maior.

Veja como descartar corretamente os resíduos domésticos, caso a caso, evitando contaminação.

Se você não tem confirmação positiva para a COVID-19, nem ninguém em casa com sintomas da doença:

·       Máscaras e luvas devem ser descartadas com o lixo comum (não-reciclável);

·       Descarte os resíduos de forma regular (coleta seletiva);

·       Não há necessidade de precauções adicionais

·       Respeite os dias e horários de coleta.

Se você está em isolamento domiciliar por suspeita ou confirmação para a COVID-19 ou convive com alguém nesta situação:

·       Não separar o lixo, ou seja, descartar tudo junto;

·       Colocar os resíduos em sacos resistentes e descartáveis, fechados com lacre ou nó, quando o saco tiver até 2/3 (dois terços) de sua capacidade; é importante não enchê-lo até a borda, deixando espaço para fechar sem se contaminar;

·       Utilizar dois sacos (um dentro do outro), resistentes e descartáveis, de modo que os resíduos fiquem acondicionados em sacos duplos;

·       Os sacos devem ser fechados e identificados, de modo a não causar problemas para o trabalhador da coleta, nem para o meio ambiente;

·       Respeitar os dias e horários da coleta.

·       Paciente que reside em condomínio precisa informar sua condição ao síndico ou ao responsável pelas medidas de segurança e higiene do coletor ou funcionário destinado à função.



Fonte: Espaço Ecológico



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Emocionante: vídeo mostra tartarugas-marinhas sendo salvas por pescadores no litoral catarinense

Leia Mais