Notícias

Muro de Trump pode afetar ecossistema na fronteira com o México

Compartilhe:     |  26 de outubro de 2018

Construção do muro fronteiriço com o qual Trump pretende impedir imigração é questionada judicialmente por especialistas em meio ambiente

Uma coletivo composto por especialistas em meio ambiente processou a administração Trump pela construção do muro na divisa dos EUA com o México. A aceleração das obras ignorou leis ambientais que protegem a qualidade do ar e da água, terras públicas e vida selvagem.

As autoridades disseram que planejam começar a construir 37 milhas de barreira em fevereiro no Rio Grande Valley. O trecho corresponde a área da fronteira mais ativa na entrada ilegal de pessoas.

Os especialistas argumentam que o Departamento de Segurança Interna, que toca o muro, não tem autoridade para dispensar leis ambientais federais. Uma dessas regulações é a Lei de Espécies Ameaçadas.

A construção do muro sem levar em conta as questões ambientais pode ter consequências desastrosas. Uma barreira no meio de habitats de espécies selvagens pode desbalançear ecossistemas, por exemplo, ao limitar trânsito de animais.

Outros trechos onde a muralha está sendo construída também estão sendo judicialmente questionados pelo grupo. Em dezembro deste ano, será discutido o processo referente à fronteira em Novo México.



Fonte: ANDA - Marina Xisto



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Medicamentos e remédios caseiros: o que fazer e o que não fazer?

Leia Mais