Notícias

Nasa encontra novas evidências de gelo fresco em Encélado, lua de Saturno

Compartilhe:     |  21 de setembro de 2020

A partir de imagens infravermelhas que foram coletadas pela missão Cassini, a Nasa pôde encontrar evidências de que há gelo fresco no hemisfério norte de Encélado, lua de Saturno que tem potencial para abrigar vida.

De acordo com um comunicado da agência espacial americana, o gelo pode ter ressurgido do interior do satélite natural; debaixo de sua crosta gelada, Encélado possui um oceano que provavelmente é aquecido e agitado por fontes hidrotermais como as que existem no fundo dos mares da Terra.

A nova descoberta foi possível graças ao Espectrômetro de Mapeamento Visual e Infravermelho (VIMS, na sigla em ingllês) da Cassini, que coletou a luz refletida de Saturno, dos seus anéis e de suas dez principais luas geladas e a separou em diferentes comprimentos de onda, o que permitiu que os pesquisadores analisassem a composição dos materiais que a refletiam.

Com essas informações e as imagens capturadas pela Cassini, foi possível fazer um novo mapa espectral da Encélado. Ele mostra que sinais infravermelhos no hemisfério norte da lua se relacionam com o lançamento de nuvens de grãos de gelo e de vapor que já havia sido identificado no polo sul dela, onde a superfície apresenta “listras de tigre”.

 Encélado têm listras que a deixam parecida com um tigre (Foto: Divulgação/NASA/JPL/ESA/SSI)
Encélado têm listras que a deixam parecida com um tigre (Fotos: Divulgação/NASA/JPL)

“O infravermelho nos mostra que a superfície do polo sul é jovem – o que não é surpresa, porque sabíamos dos jatos de material gelado que são lançados ali”, disse Gabriel Tobie, cientista do VIMS da Universidade de Nantes na França e coautor da nova pesquisa, que foi publicada no Icarus. “Agora, graças a esses olhos infravermelhos, você pode voltar no tempo e dizer que uma grande região no hemisfério norte também parece jovem e provavelmente estava ativa há pouco tempo, em linhas de tempo geológicas.”

A Cassini foi enviada ao espaço em 1997, e entrou em órbita de Saturno em 2004. Sua missão foi encerrada em setembro de 2017, quando a Nasa lançou a espaçonave na atmosfera de Saturno.

 

 



Fonte: Leia Notícias - Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais