Notícias

Nasa lança satélites para estudar alterações da água na Terra

Compartilhe:     |  22 de maio de 2018

Um par de satélites idênticos, do tamanho de dois carros esportivos, serão lançados com a missão de rastrear alterações na água e no gelo terrestres, oferecendo novo conhecimento sobre o aquecimento global e a elevação do nível do mar, informou a Nasa nesta segunda-feira (21).

Água subterrânea, oceanos, lagos, rios e mantos de gelo serão monitorados pelo Seguimento do Experimento Climático e Recuperação da Gravidade (GRACE-FO, na sigla em inglês), uma missão conjunta entre a agência espacial americana (Nasa) e o Centro Alemão de Pesquisas em Geociências (GFZ).

O lançamento dos satélites está previsto para as 12h47 desta terça-feira (16h47 de Brasília), da base Vandenberg da Força Aérea americana, na Califórnia.

O foguete Falcon 9, da SpaceX, irá colocar os satélites em órbita, a 500 km da Terra.

A dupla de satélites voará a 220 km de distância um do outro.

A Nasa investiu US$ 430 milhões (R$ 1,58 bilhão) na missão e a Alemanha, cerca de US$ 91 milhões (R$ 335 milhões).

O novo par de satélites vai retomar as análises do ponto em que a primeira missão GRACE parou, em 2017, após 15 anos de serviço.

A primeira missão GRACE deu aos cientistas uma coleção valiosa de dados sobre a retração permanente da massa de gelo na Antártica e na Groenlândia, e gerou informação utilizada em milhares de artigos científicos, informou a Nasa.

“A água é crucial para todos os aspectos da vida na Terra – a saúde, a agricultura e a manutenção do nosso estilo de vida”, explicou Michael Watkins, chefe científico da missão GRACE-FO e diretor do Laboratório de Propulsão a Jato de Pasadena, Califórnia.

“Não se pode gerenciá-la bem até que se possa medi-la. A GRACE-FO fornece um meio único de mensurá a água em muitas de suas fases, permitindo-nos gerenciar os recursos hídricos de forma mais eficaz”, concluiu.



Fonte: G1



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais