Notícias

Nema monitora a vegetação da Caatinga das áreas do Projeto de Integração do São Francisco

Compartilhe:     |  14 de março de 2019

Acompanhar possíveis impactos na diversidade da flora da Caatinga em áreas influenciadas pelas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias do Nordeste Setentrional (Pisf). Esta é uma das ações realizadas pelo Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (Nema) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Conforme as pesquisas realizadas, houve variação moderada na vegetação das áreas diretamente afetadas pelo projeto.

Ao longo da instalação da obra não houve variação significativa da riqueza, no entanto o número de indivíduos de cada espécie variou. Apesar disso, não houve mudança significativa na estrutura da comunidade e na composição de espécies. Com relação às espécies herbáceas, foram identificadas duas espécies exóticas, sem registros nos bancos de dados nacionais até 2007 nas áreas próximas à obra e que alteram a biodiversidade, a Eragrostis ciliarise a Oxalis corniculata.

De acordo com a gerente de estudos e projetos do Nema, Christiane Corrêa, “para avaliação mais precisa do impacto do PISF é fundamental manter o acompanhamento da diversidade vegetal, já que a extinção local de uma espécie é um processo lento e que depende de alterações importantes nas características ambientais”, explica. A gerente ainda ressalta que as avaliações de impacto ambiental associados à obra também devem considerar aspectos climáticos particulares da região, que é marcada por períodos de secas prolongadas.

Com a operação da obra a natureza dos impactos ambientais deve mudar. Haverá um aumento de disponibilidade da água, que deve oferecer suporte para o enfrentamento dos períodos de secas prolongadas. Com isso espera-se que haja um estímulo ao desenvolvimento de atividades agropecuárias e aumento da população na zona rural. Dessa forma, o monitoramento dos impactos ambientais nessa nova etapa da obra é muito importante para avaliar as possíveis modificações da biodiversidade.

Monitoramento da Diversidade Vegetal do Pisf

Realizado pelo Nema desde 2011, o objetivo desse monitoramento é analisar as possíveis mudanças na comunidade de espécies lenhosas herbáceas nas áreas influenciadas pelo projeto. Essa é umas das ações do Subprograma de Monitoramento das Modificações da Cobertura, Composição e Diversidade Vegetal, que integra o Programa de Conservação de Fauna e Flora (PBA 23) do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias do Nordeste Setentrional (PISF), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).



Fonte: Envolverde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Cadela cega explorada para reprodução é salva e se torna amiga de menino com deficiência

Leia Mais