Notícias

Neste verão, faça detox digital e aproveite a natureza de forma consciente

Compartilhe:     |  2 de janeiro de 2020

Ilhabela é um dos destinos mais procurados do litoral de São Paulo. E nesta ilha existe um efúgio ainda mais especial que eu adoro: a praia do Bonete. O acesso a essa praia só é feito de barco, com as tradicionais canoas “boneteiras”, ou por uma trilha de 12 km pelo Parque Estadual de Ilhabela.

Chegar de barco é uma experiência única já que essa região da costa de Ilhabela tem uma beleza intocada. Mas em dias de mar bravo, a única opção é realmente a trilha. Ela começa na Ponte Sepituba, no extremo sul da ilha, e é importante saber que pode ser um pouco cansativa para quem não está acostumado com esse tipo de hiking (chegando a durar até 6 horas). Então, se você não estiver acostumado com essa atividade, recomendo você a levar um guia, apesar de toda trilha ser muito bem sinalizada.

Passar por cachoeiras como a da Laje e a do Areado com certeza já faz valer a aventura. Essa trilha valeria a pena só pelo ar puro e pela delicadeza dos detalhes de mata atlântica virgem, mas caso você possa passar alguns dias na praia do Bonete, vai concordar comigo que é uma praia que merece que você gaste o seu tempo lá. E, ao final da trilha, foi exatamente o que fiz. Entre as opções de hospedagem, fiquei três noites na Pousada Canto Bravo, que absolutamente me encantou.

Primeiramente, porque minha conexão com a natureza resulta em um olhar crítico para a forma como lidamos com práticas sustentáveis. E foi boa parte por este motivo que a Canto Bravo me conquistou. Também porque todos os detalhes na pousada são criados para que seja um espaço ecologicamente saudável. Da geração de energia – fornecida por três grandes placas solares -, até a garrafas de plástico, que foram abolidas dos quartos e substituídas por um lindo cantil de vidro. Existe essa preocupação com todos os processos de consumo, inclusive com o descarte correto de resíduos orgânicos para compostagem e com a destinação do lixo reciclável.

A pousada cultiva uma horta com parte dos alimentos que são servidos no restaurante. Foi uma delícia experimentar a caipirinha especial, feita com folhas de tangerina e gengibre. Após a minha escolha, o barman colheu as folhas frescas de tangerina em uma árvore da pousada e preparou a melhor caipirinha de cachaça que já degustei. O restaurante, assim como todo o resto da pousada, à noite fica todo iluminado à luz de velas, dá um charme especial à decoração rústica e de extremo bom gosto da Canto Bravo. Obedecendo a boa e tradicional culinária caiçara serve o arroz boneteiro, um risoto de dar água na boca à base de frutos do mar, que são responsavelmente adquiridos de pescadores locais, o que contribui com o crescimento da economia da comunidade. Mas eu optei pelas opções vegetarianas.

A proposta da pousada é se desconectar para se conectar. Lá não tem sinal de telefone ou internet, então aproveitei para estar presente e recarregar as energias nesses dias.

Pedi algumas dicas para André Queiroz, dono da pousada, que conhece a região melhor do que ninguém.

Ele me recomendou um passeio de barco que saiu da praia do Bonete e foi até o Farol do Boi, é um lugar incrível para fazer fotos, mas o mar tem que estar calmo. Na volta mergulhamos na Toca e terminamos o passeio na praia paradisíaca de Indaiaúba, onde o único acesso é de barco, como fizemos, ou por uma trilha que fica a cerca de 2 horas saindo da praia do Bonete.

No dia seguinte o mar subiu, o vento terral entrou e as esquerdas (ondas) estavam perfeitas. Não preciso nem dizer que me perdi nas horas que passei surfando, mas também, para uem curte, a pousada oferece caiaques e prancha de stand-up.

Por fim, minhas dicas para esse verão são:

1. Procure estar realmente presente e faça uma desintoxicação digital, se puder.
2. Aproveite a natureza de forma consciente e sustentável.
3. E se você ainda não conhece, vá para a praia do Bonete e depois pode me agradecer.



Fonte: VIva Bem - Karina Oliani - Crédito Foto: Karina Oliani



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais