Notícias

Nova droga contra dengue é testada e aprovada pela Secretaria de Saúde do Estado

Compartilhe:     |  20 de novembro de 2014

Na última terça-feira (18), a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Gerência Operacional de Vigilância Ambiental, fez uma simulação, na Mata do Buraquinho, em Jaguaribe, na capital, do uso do inseticida Lambda-Cialotrina 5%, que passará a ser utilizado no UBV pesado (fumacê). Por determinação do Ministério da Saúde, ele substituirá o inseticida Deltrametrina 2%.

A simulação fez parte de uma capacitação que a SES promoveu durante todo o dia para supervisores, operadores e motoristas do fumacê de todas as Gerências Regionais de Saúde do Estado. A previsão é que o novo inseticida passe a ser utilizado na Paraíba a partir de janeiro de 2015.

Durante a simulação, foram distribuídas, num campo de futebol existente na entrada da mata, “gaiolas” com os dois tipos do mosquito Aedes Aegypti: o nativo e o de laboratório. Elas ficaram numa distância de 15 e 30 metros, representando a frente e os fundos das residências. “O nosso objetivo é perceber se a quantidade e o manuseio do inseticida estão sendo realizados de forma correta”, explicou Neto.

Segundo a bióloga Laura Ney Marcelino, especialista em controle de vetores, da SES, a utilização de um novo inseticida aqui na Paraíba requer uma capacitação pontual para os profissionais que estão em contato constante com o processo de controle de infestação de mosquitos transmissores da dengue e da febre Chikungunya.

A aquisição do ingrediente ativo para este combate varia de acordo com questões de mercado. No processo anterior, estava presente o inseticida Deltrametrina 2%, do grupo piretróide, e sua diluição era feita com um solvente à base de água. Com a mudança, passa a ser usado o Lambda-Cialotrina 5%, do mesmo grupo, só que com diluição feita em óleo vegetal.



Fonte: Portal Correio



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais