Notícias

Número de onças-pintadas aumenta 27% no Parque Nacional do Iguaçu

Compartilhe:     |  6 de dezembro de 2019

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) divulgou dados que apontam um aumento de 27%, em dois anos, no número de onças-pintadas que vivem no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Um censo da espécie tem sido feito desde 2009 por especialistas do projeto Onças do Iguaçu. No mês de novembro foi divulgado o último levantamento, referente ao resultado de 2018. Foram encontradas 28 onças no parque, o que indica um aumento de 27% em comparação a 2016, quando 22 animais da espécie viviam no local. Em 2009, eram 11 onças-pintadas.

Os animais são monitorados no parque por meio de câmeras e outros equipamentos. A espécie está criticamente ameaçada de extinção na Mata Atlântica. As informações são do portal oficial do ICMBio.

O objetivo do Projeto Onças do Iguaçu é conservar a onça-pintada como espécie-chave para garantir a manutenção da biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu. Para isso, são estudados deslocamento, comportamento e dieta das onças.

O projeto também mantém contato constante com a comunidade local para trocar informações a respeito da convivência pacífica entre pessoas e onças.

Atualmente, mais de 80 armadilhas fotográficas, espalhadas pelos 185 mil hectares do parque, são usadas para monitorar as onças-pintadas.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais