Notícias

Número de ursos negros mortos em reserva causa preocupação em especialistas

Compartilhe:     |  10 de setembro de 2019

Atingidos por trens, atropelados por carros, e vitimados pela perda de habitat e pela presença humana a população de ursos negros declina no parque canadense

O número de ursos negros mortos nas estradas e na linha férrea no Parque Nacional de Banff, no Canadá, continua aumentando e causa preocupação entre especialistas responsáveis pela reserva.

Um urso negro foi atingido e morto por um trem, dentro dos limites do parque, perto da tprre de vigia de Storm Mountain (Montanha da Tempestade), por volta das 14h15 de 25 de agosto. A força do impacto jogou o animal no rio Bow.

“O urso flutuou de onde foi atingido quase três quilômetros antes de terminar em um local próximo à beira do rio, onde os funcionários pudessem alcançá-lo e removê-lo da água”, disse Jon Stuart-Smith, especialista em gerenciamento de vida selvagem em Lake Louise, Yoho e Kootenay.

“Não havia grãos, comida ou outros atrativos nos trilhos, então parece que o urso estava apenas passando por ali”.

Essa morte mais recente ocorre na sequência de outras cinco outras fatalidades envolvendo ursos negros, causadas pela ação humana no Parque Nacional de Banff, incluindo uma na ferrovia Canadian Pacific Railway e outras quatro nas rodovias Trans-Canada Highway e Icefield Parkway.

Além disso, houve um urso negro morto na estrada 93 sul no também protegido Parque Nacional Kootenay. Até o momento, não há relatos de mortalidade de ursos negros no Parque Nacional Yoho (outra reserva na região).

Outros dois ursos atingidos foram por veículos no Lake Minnewanka Loop este mês, mas o Parks Canada (autoridade responsável) acredita que os dois sobreviveram depois de subir e correr para a floresta.

“É lamentável que tenha havido um número tão alto de mortes de ursos este ano”, disse Stuart-Smith.

Além disso, dois ursos pardos morreram no parque nacional de Banff neste verão também.

Um urso do sexo masculino foi atingido e morto por um reboque na rodovia Highway 93 South logo após a meia-noite de 4 de junho, cerca de um quilômetro ao sul da Trans-Canada Highway subindo a colina em direção a Storm Mountain (Montanha da Tempestade), dentro dos limites do parque.

Em 22 de junho, a Parks Canada foi forçada a matar uma filhote ferida gravemente que tinha apenas um ano de idade. Acredita-se que um veículo atingiu a ursinha na estrada 10 dias antes. A filhote, o irmão e a mãe estavam do lado errado da cerca, colocada para manter animais selvagens fora da estrada.

Os ursos negros frequentam principalmente a região montanhosa no Parque Nacional de Banff – 80% dos quais se encontra dentro do Bow Valley – e essa é a área com mais atividade e desenvolvimento humano, além de receber mais de quatro milhões de visitantes por ano.

Acredita-se que os ursos negros são mais resistentes à mortalidade causada por seres humanos do que muitos outros animais selvagens devido a taxas de natalidade mais altas, incluindo a idade mais jovem da primeira reprodução que os ursos, densidades populacionais mais altas e uma maior tolerância geral às perturbações humanas.

Dito isto, o status da população de ursos negros no Bow Valley não foi examinado quantitativamente, mas os cientistas locais sugeriram que o Bow Valley pode sofrer uma queda populacional de ursos negros.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Quetzal: uma ave bela e misteriosa

Leia Mais