Notícias

O derretimento das geleiras está espalhando nutrientes pelo oceano

Compartilhe:     |  26 de maio de 2014
Não parece uma vantagem grande o suficiente para neutralizar o aquecimento global, mas quem gosta de ver o lado positivo das coisas pode gostar dos resultados desse estudo. Publicado na revista Nature, ele sugere que o derretimento das geleiras está despejando ferro “nutritivo” nos oceanos – e essa substância promoveria o crescimento de fitoplâncton.

Por ser a base da cadeia alimentar marinha, o fitoplâncton pode ajudar a manter a vida marinha. E, mais, ele ajuda a capturar o carbono da atmosfera.

“As geleiras cobrem 10% da superfície terrestre da terra. E o ferro contido nelas sempre foi considerado uma fonte para os oceanos. Agora descobrimos que a substância está sendo transportada para a água – e para a cadeia alimentar também”, afirma o responsável pelo estudo, Jon Hawkins, do Centro Nacional de Oceaonografia do Reino Unido.

Mas antes que você ache que essa é a solução para as mudanças climáticas e comece a despejar suas panelas de ferro no mar, vale lembrar que o estudo apresenta apenas uma sugestão de que as comunidades marinhas se beneficiariam da substância. A ciência ainda não tem um entendimento claro sobre o funcionamento das comunidades de fitoplâncton e o ferro é apenas um dos nutrientes necessários para esses organismos, sendo que fósforo e nitrogênio são os seus principais alimentos.



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Quetzal: uma ave bela e misteriosa

Leia Mais