Notícias

O desafio de criar irmãos gêmeos: especialistas enumeram cuidados na gestação e dicas para os pais

Compartilhe:     |  22 de novembro de 2020

O ator e apresentador Joaquim Lopes e a cantora Marcella Fogaça anunciaram nas redes sociais esta semana que serão pais de gêmeas: “Minha vida começou no momento que vocês começaram”, ele se declarou na postagem. Os jornalistas Andréia Sadi e André Rizek também contaram recentemente que estão esperando dois meninos, e ela revelou que foi um “susto”.

Para os pais de gêmeos, a felicidade é dobrada, mas também é o desafio. A advogada e servidora pública Giselle Fontainha, de 36 anos, sabe bem. Sendo irmã gêmea, Giselle sempre teve o sonho de também ter filhos gêmeos, dois meninos, e sua vontade se concretizou: hoje ela é mãe do Carlos e do Rafael, de 5 anos.

— Confesso que foi um susto, mas ao mesmo tempo, a realização de um sonho — afirma, mas pondera: — A maternidade de gêmeos é bem romantizada. Eu nunca tive a menor ideia do trabalho e do cansaço. Quando a gente volta com eles para casa da maternidade e a ficha cai, é uma loucura só: começa a rotina de amamentar de 3 em 3 horas, troca de fraldas, banhos. Na vacinação deles eu chorava junto.

Por outro lado, a advogada diz nunca ter ficado tão focada e organizada no trabalho, e conta ter aprendido a otimizar melhor o tempo.

— A maternidade me fez ter uma pulsão de crescimento, de seletividade e de dar valor a coisas que realmente importam, sobretudo no trabalho — afirma.

A psicóloga especialista em parentalidade Cíntia Aleixo explica que os pais de gêmeos devem esperar um momento de confusão logo após o nascimento, o que pode assustar, mas que precisam ter em mente que vão ter condições de cuidar dos filhos de forma saudável e desenvolver algo muito importante: a individualidade de cada um.

— Devem entender que cada um vai ter suas necessidades específicas e buscar contribuir positivamente para esse processo. Lembrando que na criação não existe certo ou errado, mas quando nos aproximamos do que cada criança gosta e deseja é uma forma de cuidar desse amadurecimento afetivo — indica a psicóloga.

A gestação gemelar

O ginecologista Pedro Monteleone, vice-presidente da Comissão Nacional Especializada em Reprodução Humana da Febrasgo, explica que na população em geral a incidência de gravidez gemelar é de 2 a cada 100 gestações. No entanto, outros fatores podem contribuir para uma chance maior, como a quando a gestante tem idade avançada, para casais que fazem tratamentos para infertilidade, e nos casos de fertilização in vitro.

— Quando se coloca dois ou mais embriões no útero de uma única vez na fertilização in vitro, a chance de engravidar de gêmeos é superior a 20%, ou seja, dez vezes mais do que na população em geral — afirma o médico. — Hoje existe um movimento para diminuir o número de embriões, para se aproximar à incidência geral.

Monteleone ressalta que os riscos potenciais envolvidos na gestação múltipla são maiores: há mais chances de ocorrer parto prematuro e aumenta o risco de que a gestante apresente pressão alta ou diabetes. Por isso, os cuidados devem ser redobrados.

— Não é para assustar, mas também não é para relaxar. Quando ocorre a gravidez de gêmeos, é preciso ter um seguimento pré-natal mais rígido — afirma.

Tipos de gestação de gêmeos:

Univitelinos – Quando ocorrem duas ovulações no mesmo ciclo menstrual e os dois óvulos são fertilizados por espermatozóides diferentes e formam dois embriões. São dizigóticos, os gêmeos podem ter sexos diferentes e outras discordâncias.

Bivitelinos – Quando a gestação gemelar ocorre a partir de uma ovulação única, com a fertilização de um único espermatozóide e a formação de um embrião, que se divide em dois. São os gêmeos monozigóticos e geneticamente idênticos.

Cuidados na gravidez:

Pré-natal rígido – A gestação de gêmeos vai exigir um seguimento pré-natal mais rígido, principalmente a partir da segunda metade da gravidez, para que o médico possa acompanhar o crescimento dos bebês e a saúde da gestante.

Mais repouso – Pode ser necessário reduzir as atividades de trabalho de forma precoce. Muitas vezes é preciso fazer repouso durante um longo período antes do parto.

Alimentação – Com o risco aumentado de que a grávida desenvolva pressão alta ou diabetes, uma alimentação adequada, com atendimento multidisciplinar incluindo nutricionista, é fundamental.

Atividade física orientada – Exercícios voltados para esse tipo de gestação também são importantes e podem trazer benefícios.

Dicas para os pais de gêmeos:

Planejamento – Ao saber da gestação de gêmeos, é importante se planejar antecipadamente da melhor forma possível para a chegada dos bebês.

Rede de apoio – É necessária a cumplicidade entre o casal e uma boa rede de apoio, principalmente para a mãe, que estará amamentando duas crianças.

Perceber características individuais – Os pais devem entender que cada filho vai ter seu gosto, preferir uma fruta, escolher uma cor de roupa, ter um tempo de sono. São pessoas diferentes, com características diferentes.

Respeitar as diferenças – Muitas vezes fica mais fácil para os pais que os gêmeos tenham gostos e comportamentos iguais, mas além de identificar, é importante respeitar as diferenças entre eles.

Apoio da escola – Não somente pais, mas os educadores também devem tratar os gêmeos como pessoas distintas. A escola precisa atuar junto com os responsáveis nesse momento de educação para gêmeos.

Sem roupas iguais – Evitar que os gêmeos se vistam iguais, porque pode atrapalhar o processo de individualização de cada um. A não ser que já sejam crescidos e escolham. É preciso mostrar para eles e para o mundo que são pessoas diferentes uma da outra, e a cor da roupa já passa esse recado.

Vida independente – Muitos gêmeos acabam seguindo a mesma profissão, trabalhando juntos, tendo gostos parecidos. Os pais devem respeitar, mas mostrar que seguir caminhos diferentes não significa um rompimento de vínculo de amor e do elo entre eles.



Fonte: Extra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Saúde pet: entenda o perigo de uma alimentação incorreta para cães e gatos

Leia Mais