O lixo em questão

O descarte de efluentes em fábricas de embutidos

Compartilhe:     |  15 de dezembro de 2019

Os dejetos líquidos ou sólidos podem constituir um perigo potencial de contaminação quando existirem falhas no sistema de descarte desses efluentes

O descarte de efluentes em fábricas de embutidos    Artigos Cursos CPT


Os dejetos líquidos ou sólidos podem constituir um perigo potencial de contaminação quando existirem falhas no sistema de descarte desses efluentes. “Os dejetos da fábrica de embutidos contêm um número muito alto de organismos deteriorantes e podem conter patógenos”,  afirma Newton de Alencar, professor do Curso CPT Produção de Embutidos – Fabricação Artesanal e Escala Industrial.

O sistema de descarte de efluentes deve ser construído de maneira tal que evite a contaminação de água potável ou de produto alimentício. Os sistremas de encanamento de efluentes e de água potável devem ser bem fechados, vedados, com boa manutenção e largos o suficiente para escoar quantidades máximas que a fábrica possa produzir.

A drenagem deve dispor de sifões para controle de odores e cada ponto deve possuir abertura conveniente para facilitar a drenagem. As saídas dos efluentes devem estar localizadas de forma a não ser uma fonte de contaminação de prédios ou produtos.

O sistema de efluentes deve ser aprovado pelas autoridades sanitárias e, normalmente, não pode ser descarregado sem tratamento, diretamente no sistema público de esgoto. Caso seja necessário coletar e manter as águas servidas, qualquer contato direto ou indireto com áreas de processamento, produto ou rede de água potável deve ser evitado.



Fonte: Cursos CPT



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais