Notícias

O verdadeiro sentido da Semana Santa. Páscoa com mais amor e sem crueldade animal

Compartilhe:     |  16 de abril de 2019

A palavra “Páscoa” deriva do hebreu “Peseach” e significa “Passagem”.

O Antigo Testamento conta que os judeus comemoravam a Páscoa em alusão à libertação da escravidão no Egito e ao retorno à Terra-Mãe, guiados pelo patriarca Moisés.

À partir da passagem de vida e morte de Jesus – O Cristo, a Páscoa adquiriu um novo simbolismo e significado, relacionado ao desenvolvimento humano e à ascensão espiritual.

Os católicos incorporaram esse marco religioso como data litúrgica celebrando no primeiro domingo, após a primeira lua cheia que segue o equinócio da primavera no Hemisfério Norte, por isso é uma data rotativa, à cada ano.

Neste ano a Semana Santa, ocorre em Abril, iniciando no dia 14 e terminando no dia 21, sendo que Sexta-feira Santa, dia 19 de abril, para nós, é feriado.

A Semana Santa simboliza três momentos cruciais da cristificação de Jesus: Paixão, Morte e Ressurreição.

Saiba mais sobre a Páscoa e seus simbolismos, com o que vem a seguir.

Semana Santa: Símbolos e Significados
A Semana Santa simboliza a missão crística de Jesus Cristo, e os Ensinamentos passados por ele sobre a conexão do Divino com o Humano.

Conforme a igreja católica e seus dogmas, esse marco religioso é lembrado e celebrado seguindo uma liturgia com procissões, missas e cerimônias.

Independente da igreja, em essência o que as religiões cristãs têm em comum é a mensagem de transcendência do Espírito sobre a matéria.

A Páscoa tem várias simbologias, de acordo com a cultura e religião de cada povo.

No Judaísmo, a Páscoa representa a libertação do povo de Israel, já no Cristianismo a Páscoa recorda a Crucificação e celebra a ressurreição de Jesus Cristo.

Nos ensinamentos esotéricos cada marco da passagem de Jesus pela Terra representa uma etapa de Iniciação espiritual.

Jesus se referiu ao caminho iniciático como

“estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” – Mateus, 7:13-14.

No esoterismo, o caminho da Paixão, Morte e Ressurreição acontece no interior do Discípulo Espiritual para sua Cristificação. Neste sentido a Páscoa é o momento espiritual de purificação, libertação e ascensão.

O sentido místico da Páscoa
O verdadeiro sentido da Páscoa, que Jesus através de seu ensinamento vivo nos deixou, é que a elevação espiritual passa pela nosso desenvolvimento humano e a expressão amorosa de nossa humanidade.

Independente da religião, Jesus Cristo nos mostrou que nosso corpo é morada de nossa Alma, e esta é nosso Princípio Divino.

Ele nos ensinou que a Ressurreição de Cristo pode acontecer dentro de cada um de nós, quando nos propomos ao nosso aprimoramento humano e espiritual.

Páscoa, exaltação da Vida!
Com o passar do tempo, a Páscoa se tornou, também, uma data comercial, na qual produtos relacionados com os simbolismos da Páscoa são comercializados.

Em geral, famílias comemoram e se confraternizam no Domingo de Páscoa, com o consumo de alimentos de origem animal.

Este é um período que milhares de animais são explorados ou mortos para virarem produtos de consumo no Domingo de Páscoa.

O verdadeiro sentido desse marco cristão está atrelado á uma Páscoa sem crueldade em que a vida é exaltada e se sobrepõe à morte. Em várias passagens da Bíblia, os ensinamentos de Jesus revelaram que sacrifícios de animais não estão alinhados com a Vontade Divina.

Existem várias referências na Bíblia que fazem menção a isso, como exemplo o que é dito em:

Mateus 12:7 -“Misericórdia quero e não sacrifícios”

Marcos 12:33 -“E amá-lo com todo o coração, com todo o entendimento, com todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, vale mais do que todos os holocaustos e sacrifícios.”

Por tudo isto, desejamos sinceramente uma Páscoa mais fraternal e com mais compaixão para com todos os Seres!

Boa semana e Boa Páscoa a todos



Fonte: Greenme - Deise Aur



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Entenda a Gravidez Psicológica em Cadelas!

Leia Mais