Notícias

Objetivos do Milênio trouxeram avanços, mas são alvo de críticas

Compartilhe:     |  29 de junho de 2014

Criados no ano 2000, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio já foram considerados pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, como o “impulso global antipobreza mais bem-sucedido da história”.

Ao mesmo tempo, as metas enfrentam críticas quanto a sua concepção e há dificuldades para seu cumprimento até o prazo final, em 2015.

 

Objetivos do Milênio
1. Redução da pobreza
2. Atingir o ensino básico universal
3. Igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres
4. Reduzir a mortalidade na infância
5. Melhorar a saúde materna
6. Combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças
7. Garantir a sustentabilidade ambiental
8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento

Os Objetivos do Milênio foram definidos por todos os países na Conferência do Milênio da ONU. As metas incluem o combate à fome, fortalecimento da educação, proteção ao meio ambiente e ações de saúde. Os oito objetivos, concretos e mensuráveis, subdividem-se em diferentes metas.

Uma das metas prioritárias dos Objetivos do Milênio da ONU, a redução pela metade no número de pessoas que vivem em extrema pobreza, foi alcançada cinco anos antes do fim do prazo.

Apesar disso, 1,2 bilhão de pessoas ainda viviam em extrema pobreza quando o último relatório de acompanhamento foi divulgado, no ano passado.

Foram atingidas também as metas de garantir a igualdade de gênero no acesso às escolas primárias e a de diminuir a incidência de novos casos de HIV.

Apesar de avanços, não foram alcançadas metas como redução pela metade de pessoas que passam fome e de garantir que todas as crianças terminem o ensino fundamental. Também não foram atingidas metas específicas de redução da mortalidade infantil, da taxa de mortalidade materna e do número de pessoas sem acesso a esgotamento sanitário, entre outras.

Críticas
Os Objetivos do Milênio ganharam grande apoio devido a sua simplicidade, objetividade e por conterem boas intenções das quais é difícil discordar. Desde sua elaboração, no entanto, foram alvo de diversas críticas.

O próprio conceito de desenvolvimento, que está no cerne dos ODM, já foi questionado por representar, para alguns teóricos, uma imposição da cultura ocidental como um modelo universal.

Outra crítica recorrente é a de que os objetivos foram impostos sem que houvesse uma consulta adequada à sociedade de países em desenvolvimento. Há ainda alegações de que as metas são conquistadas com ajuda externa e há pouco envolvimento da comunidade local.

Brasil
Relatório divulgado em maio pelo governo brasileiro mostra que o país atingiu diversas metas que ainda não foram alcançadas em âmbito global. O país cumpriu, entre outros, os compromissos de redução da miséria e da fome, de universalização do acesso ao ensino fundamental e de redução de mortalidade infantil.

Ainda não foram atingidas metas como a de redução da mortalidade materna em 75% e o fim da desigualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho.



Fonte: G1 - Bem Estar - BBC



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Doação de sangue em animais: como funciona e os requisitos para um animal ser doador

Leia Mais