Notícias

Oito mil assinaturas pedem o fim mundial de testes em animais

Compartilhe:     |  7 de outubro de 2018

Uma petição que exige a proibição mundial contra testes animais em cosméticos teve mais de 8 milhões de assinaturas mundo afora. Ela será entregue à sede da Organização das Nações Unidas (ONU), na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

A petição, considerada uma das maiores do gênero na história, pede que a ONU formalize uma convenção internacional que proíba os testes em animais em produtos de beleza globalmente. O pedido tem apoio da marca de beleza The Body Shop e da organização sem fins lucrativos Cruelty Free International.

Cruelty Free International estima que mais de 500 mil animais a cada ano sejam usados em testes estéticos, e diz que a proibição serve para avançar na agenda do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12 da ONU: Produção e Consumo Responsáveis.

“Cinco anos após a proibição total da União Europeia (UE), chegou a hora de ir um passo além“, disse Michelle Thew, CEO da Cruelty Free International, à VegNews.

“É por isso que, juntamente com a The Body Shop, estamos trazendo as vozes de mais de 8 milhões de pessoas em todo o mundo conosco para a ONU em Nova York para mostrar que as pessoas em todos os lugares querem ver o fim dos testes em cosméticos”.

“Uma estrutura global é a melhor maneira de eliminar o sofrimento animal, criar condições equitativas para a indústria e criar confiança para os consumidores em todo o mundo”, ela completa.

A UE proibiu todos os testes em animais cosméticos em 2013, a Califórnia aprovou recentemente legislação para proibir a venda de produtos de beleza testados em animais após 1 de janeiro de 2020, e o Canadá deverá seguir o exemplo em breve.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais