Notícias

ONG Guajiru encerra atividades por falta de licença patrimonial e ambiental

Compartilhe:     |  29 de junho de 2014

 

Associação Guajiru lutou pela proteção das as tartarugas marinhas que habitam a região por 12 anos (Foto: Kleide Teixeira)

A Organização Não-Governamental (ONG) Guajiru, que cuidava da preservação ambiental de tartarugas marinhas na orla de João Pessoa encerrou as atividades na praia do Bessa na última sexta-feira (27). Os motivos para o fim das tarefas seria a falta de licenças patrimoniais e ambientais, citadas numa nota oficial de esclarecimento. 

Ainda segundo a nota, os membros estarão envolvidos em atividades de defesa dos recursos naturais e dos animais. Agradecimentos foram feitos aos colaboradores diretos e indiretos do projeto, como as pessoas que compravam produtos da ONG para ajudar nos custos das missões. Além de agradecer ao Secretário Municipal do Meio Ambiente, Edilton Nóbrega.

(Foto: Facebook Tartarugas Urbanas – Guajiru)

Confira a nota completa:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
FIM DAS ATIVIDADES DO PROJETO TARTARUGAS URBANAS
 
Iniciamos esta agradecendo imensamente a pessoa do Secretário de Meio Ambiente de João Pessoa, o Sr. Edilton Nóbrega, de quem partiu o único e efetivo apoio público para a Associação Guajiru.
 
Passamos anos em sede improvisada nas praias de Cabedelo e finalmente em janeiro do presente ano, foram instalados na Praia do Bessa, equipamentos de apoio, onde pudemos abrigar todos os materiais usados na proteção de ninhos, na reabilitação de animais doentes e mais importante ainda, nas atividades de educação e conscientização da população. 
 
Nesses cinco meses foram atendidas mais de 10 mil pessoas de todos os estados brasileiros; nove escolas da Paraíba e Pernambuco, além da proteção de 100 ninhos de tartarugas marinhas dos quais nasceram 13 mil filhotes que puderam chegar ao mar graças à intervenção da ONG. 
 
Infelizmente hoje a ONG teve que se retirar do espaço compartilhado com a SEMAM, na praia do Bessa em João Pessoa, pois desafortunadamente as licenças patrimoniais e ambientais não foram concedidas.
 
Doravante, caso permaneça essa situação de ausência de estrutura de apoio, a Associação Guajiru, se torna incapaz de prosseguir na proteção às tartarugas marinhas que desovam em nosso litoral e na reabilitação dos animais enfermos.
 
É com profundo pesar e sentimento de impotência que vimos a público, agradecer a todos que participaram do corpo de voluntários, aqueles que adquiriram nossos produtos (única e exclusiva fonte de renda da ONG) e nos ajudaram com isso na aquisição de medicamentos, equipamentos e no transporte dos voluntários.
 
Agradecemos também a aqueles que nos avisaram de todas as ocorrências na praia. Em especial ao Corpo de Bombeiros de João Pessoa e Cabedelo e à Polícia Ambiental. 
 
Enfim nosso muito obrigada pelo carinho, respeito e admiração a cada cidadão que de alguma maneira contribuiu com nossas atividades, nos 12 anos de atuação da Guajiru, cujos resultados são: Mais de 150 mil pessoas atendidas, cerca de 11 mil palestras, 1200 ninhos protegidos, 140 mil filhotes nascidos e encaminhados ao mar, necropsia de 900 animais mortos, 19 monografias de graduação, 4 dissertações de mestrado e apoio a dois doutorados. Participação no Conselho da APA da Barra de Mamanguape, da APA de Tambabá, do Parque Marinho de Areia Vermelha, dos Conselhos de Meio Ambiente e Orla de Cabedelo, além de redes de proteção ao meio ambiente e a tartarugas marinhas nos âmbitos, regional, nacional e internacional. Destacando que todas essas atividades são desenvolvidas de forma voluntária por todos os membros da instituição. 
 
Deixamos claro, que seguiremos ativos em outras frentes, participando dos conselhos e fóruns ambientais, bem como na cobrança cível e judicial, na tentativa de contribuir para a conservação dos recursos naturais de nosso estado.
 
Atenciosamente

Dra. Rita Mascarenhas
Coordenadora do Projeto Tartarugas Urbanas
Associação Guajiru



Fonte: Lucas Coelho - com ONG Guajiru



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como deixar o seu cachorro mais feliz

Leia Mais