Notícias

ONU diz que há mais pessoas com aparelho celular do que com banheiro

Compartilhe:     |  20 de novembro de 2014

Trinta e cinco por cento da população mundial ainda não têm acesso a saneamento básico, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (19) pela Organização Mundial da Saúde.

A falta de higiene ajuda a propagar doenças como o ebola, na África. Sem água limpa e sistema de esgoto até em hospitais, fica difícil combater o vírus, que se espalha pelos fluídos de pessoas infectadas.

Problemas de saneamento também provocam diarreia. Uma doença que atinge 1,7 bilhão de pessoas no mundo por ano.

O Brasil, segundo o relatório da Organização Mundial da Saúde, tem melhorado muito. Mesmo assim, houve mais de duas mil mortes em 2012 por causa de diarreia. Na Índia, o país mais problemático, foram mais de 300 mil mortos. Os indianos reclamaram – de um jeito bem humorado – de algo que falta no país: fizeram um bolo em forma de privada. Segundo a ONU, há mais pessoas com aparelho celular do que com banheiro no mundo.

A OMS calcula que para cada dólar investido em saneamento, são economizados US$ 4,30 em gastos com remédios e hospitais. Esgoto tratado e água limpa são direitos básicos e também um bom negócio para qualquer país.



Fonte: Jornal Nacional



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais