Notícias

Ossos em ilha na Inglaterra seriam de nova espécie de dinossauro

Compartilhe:     |  13 de agosto de 2020

A partir de quatro ossos encontrados na Ilha de Wight, na Inglaterra, cientisas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, descobriram o que parece ser uma nova espécie de dinossauros terópodes, grupo que inclui o Tyrannosaurus rex e os pássaros modernos. A pesquisa será publicada em breve na revista científica Papers in Palaeontology.

Os ossos são do pescoço, das costas e da cauda de um único dinossauro, batizado de Vectaerovenator inopinatus. As ossadas são aeradas, com bolsas de ar (assim como nos pássaros modernos), que serviam para deixar o esqueleto do animal mais leve.

Dois dos ossos foram descobertos por acaso por caçadores de fósseis: Robin Ward e James Lockyer. A partir das análises, os pesquisadores concluíram que o animal viveu no período Cretáceo, há 115 milhões de anos, e que media até 4 metros de comprimento.

Nova espécie de dinossauro descoberta na Ilha de Wight (Foto: Universidade de Southampton)
Dois ossos do dinossauro descoberto na ilha de Wight (Foto: Universidade de Southampton)

“Embora tenhamos material suficiente para determinar o tipo geral de dinossauro, gostaríamos de encontrar mais para refinar nossa análise. Somos muito gratos pela doação desses fósseis à ciência e pelo importante papel que a ciência cidadã pode desempenhar na paleontologia”, disse Chris Barker, líder do estudo, em nota.

Nova espécie de dinossauro descoberta na Ilha de Wight (Foto: Darren Naish)

Silhueta do dinossauro indicando as posições dos ossos encontrados (Foto: Darren Naish)

Os ossos estarão expostos no Museu Dinosaur Isle, em Sandown, cidade no sul da Inglaterra. De acordo com Martin Munt, curador da mostra, os paleontólogos farão mais viagens a campo e a instituição vai encorajar que visitantes busquem fósseis incomuns e doem para estudo.

Nova espécie de dinossauro descoberta na Ilha de Wight (Foto: Universidade de Southampton)
Ossos eram do pescoço, das costas e da cauda do dinossauro (Foto: Universidade de Southampton)

“Esta é mais uma descoberta incrível de fóssil na ilha que lança luz sobre nosso passado pré-histórico”, disse John Hobart, membro do Conselho da Ilha de Wight para o Meio Ambiente e Patrimônio, também em comunicado.



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais