Notícias

Para o controle de pragas, prefeitura de Belo Horizonte doa joaninhas para hortas e jardins

Compartilhe:     |  5 de outubro de 2019

As joaninhas são tão fofas que (quase) ninguém as associa a um inseto. Mas esses bichos, além de simpáticos, estão sendo usados como uma alternativa para o controle de pragas e insetos.

A prefeitura de Belo Horizonte está “fabricando” joaninhas em uma biofábrica, desde 2018, e distribuindo-as, gratuitamente, à população. No início do projeto, os animais eram destinados a hortas comunitárias como teste.

A partir deste ano, começaram a ser entregues junto com as joaninhas um kit de sementes para que elas possam se alimentar.

“São kits com sementes de plantas atrativas para elas, porque além de comer pulgões e outros insetos, elas também gostam de pólen e néctar. É como se fosse uma vitamina”, explica Dany Sílvio Amaral, gerente de Ações para Sustentabilidade da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município, para o jornal mineiro Hoje em Dia.

Eu quero uma joaninha!

Quem não quer uma joaninha para chamar de sua? Se você tem uma horta caseira ou um jardim e tiver interesse em receber o “kit joaninha”, basta solicitá-lo pelo e-mail [email protected]

Em seguida, o interessado recebe um formulário informando o tamanho da horta ou jardim e a finalidade do uso do kit. Com esses dados, a prefeitura de Belo Horizonte vai analisar a quantidade de joaninhas para atender cada pedido.

Depois dessa etapa, o solicitante recebe uma convocação via e-mail para ir buscar o seu kit na biofábrica, localizada no Parque das Mangabeiras, ou na Secretaria de Meio Ambiente, no centro da cidade.

prazo do processo até a retirada do kit é de, em média, um mês. A prefeitura tem recebido cerca de 600 solicitações mensalmente.

A prefeitura de Belo Horizonte preparou um guia para que os interessados conheçam melhor as joaninhas, antes de solicitarem-nas, já que elas são entregues em sua fase larval. Confira:

  1. Cada larva consome, em média, 50 pulgões por dia. Entregar as joaninhas na fase larval foi a melhor saída para um controle de pragas mais eficaz, já que o inseto adulto pode voar.
  2. As joaninhas vivem pouco. Na natureza, no máximo 3 meses. O ciclo do ovo até a fase adulta é de, aproximadamente, 20 dias.
  3. Cada joaninha pode botar até 200 ovos.

Basicamente, as joaninhas se alimentam de pulgões, moscas e cochonilhas, além de pólen e néctar, contribuindo, ainda, para a polinização de plantas.

Parabéns à prefeitura de Belo Horizonte pela iniciativa. Que seja tomada como exemplo por outras cidade como uma maneira limpa de cuidar de hortas e jardins.



Fonte: Greenme - Gisella Meneguelli



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais