Notícias

Parceria com a ASA possibilita instalação de 4.553 cisternas na Paraíba

Compartilhe:     |  21 de julho de 2014
Uma parceria entre o Governo do Estado e a Articulação do Semiárido (ASA) possibilitou a construção e instalação de 4.553 cisternas de água para o consumo humano nos municípios paraibanos.
Os números foram apresentados ao Governo do Estado na tarde desta sexta-feira (18) por representantes das entidades que integram a ASA. Na ocasião, representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano discutiram com a ASA novas parcerias para o desenvolvimento com sustentabilidade nas áreas de recursos hídricos e valorização da política de sementes.
Os representantes da Articulação do Semiárido apresentaram ao Governo do Estado um documento com propostas para o desenvolvimento de uma política de sementes, criação de bancos mãe de sementes em todas regiões do Estado, instalação de mais cisternas de placas, estratégias de armazenamento do uso da água para consumo humano, limpeza e recuperação dos pequenos reservatórios e mais investimentos em pesquisas de uso sustentável da água.
A secretária de Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, destacou que o diálogo com a ASA é muito bom e a reunião gerou boas parcerias para construção de cisternas e distribuição de sementes. “A ideia é avançar cada vez mais na inclusão produtiva e na preservação do solo paraibano com uso de novas tecnologias”, acrescentou.
O representante da ONG PATAC, Antônio Carlos Pires, disse que políticas públicas só se constroem com governos, sociedade civil e empresas atuando juntas. “Foi uma reunião muito importante em que Governo do Estado demonstrou que está aberto a construir uma política pública junto à sociedade civil e avançar na convivência com o semiárido”, comentou .
Antônio Carlos informou que novos editais devem ser lançados em breve com cerca de R$ 70 milhões para ampliação das cisternas e a continuidade do processo de formação da produção de alimentos e geração de água para o consumo humano.
Aprofundar parcerias com o fórum que reúne mais de 300 organizações para desenvolver e ampliar políticas de convivência sustentável no semiárido é uma das metas do Governo do Estado, que realiza projetos dessa natureza por meio do Cooperar, com investimentos de R$ 43 milhões; e do Procase, que está investindo R$ 100 milhões nos arranjos produtivos, construção de adutoras e barragens, além de ações emergenciais como doação de ração animal e distribuição de sementes.


Fonte: Folha do Sertão



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

5 coisas horríveis que você não sabia que aranhas podem fazer com você

Leia Mais