Notícias

Parlamento determina que telhados de novos edifícios sejam cobertos por vegetação ou painéis solares

Compartilhe:     |  18 de abril de 2015

O céu é o limite para as iniciativas verdes na França. De acordo com uma lei aprovada em março deste ano pelo Parlamento francês, todos os novos edifícios localizados em zonas comerciais deverão cobrir parcialmente seus telhados com plantas ou painéis solares.

Apesar de não se aplicar a todos os prédios na França – como previa o projeto original dos ambientalistas, a lei é pioneira na Europa. Ela vai mudar não apenas a paisagem urbana nas cidades francesas, mas também deverá servir de inspiração para que outros países modifiquem suas legislações em favor do meio ambiente.

Os telhados verdes, que recobrem o topo de prédios com arbustos, gramíneas, flores e outros tipos de vegetação, oferecem uma série de benefícios. Esse tipo de cobertura gera um efeito de isolamento térmico, reduzindo a quantidade de energia necessária para resfriar ou aquecer um edifício, e diminui o efeito conhecido como “ilha de calor”, responsável pela elevação da temperatura em áreas urbanas.


Placa fotovoltaica é outra opção de cobertura

Além do ganho em eficiência energética, a vegetação no topo dos prédios age como filtro natural, reduzindo a poluição do ar. Dados de uma pesquisa realizada em 2013 por pesquisadores norte-americanos demostraram que a substituição de materiais tradicionais por vegetação em telhados em uma cidade do tamanho de Detroit e com um milhão de habitantes seria capaz de capturar mais de 55 mil toneladas de carbono – o que equivale a todo o dióxido de carbono emitido por 10 mil veículos de médio porte e caminhões durante um ano.

Igualmente benéficos para o meio ambiente são painéis solares. Por serem fontes de energia limpa, ou seja, não liberarem resíduos ou poluentes, eles contribuem para que os níveis de gases do efeito estufa e o aquecimento global diminuam. Somente em 2014, estima-se que o uso das placas fotovoltaicas tenha evitado que 100 toneladas de dióxido de carbono fossem liberadas na atmosfera do planeta.



Fonte: Bayer Jovens



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais