Geografia Ambiental

Pela primeira vez, mineral “marciano” apareceu na superfície do Great Salt Lake, Utah

Compartilhe:     |  26 de janeiro de 2020

Montanhas de minerais cristalinos apareceram acima da superfície do Grande Lago Salino do estado norte-americano de Utah. Quatro desses morros de um metro de altura e dezenas de metros de diâmetro foram encontrados pela guarda florestal Allison Thompson na margem sul do lago. Espera-se que esses montes desapareçam em março ou abril, quando a primavera chegar.

Allison percebeu os montes em outubro de 2019, e chamou geólogos do Utah Geological Survey para investigar do que se tratava. Eles retiraram amostras dos locais e constataram que os morros são formados por camadas de um mineral chamado mirabilita, também conhecido como Sal de Glauber ou sulfato de sódio decahidratado (Na2SO4.10H2O).

Crédito da imagem: Utah Division of Parks and Recreation

Esses montes são raros e nunca haviam sido documentados na superfície do Grande Lago Salino, apesar de serem bastante comuns no fundo do lago durante o inverno. Montes desses minerais que não estão embaixo da água costumam ser encontrados apenas na regiões Árticas.

Os geólogos explicam que a mirabilita se precipita de fontes de água ricas em sulfato, e ficaram visíveis porque o nível de água do lago ficou mais baixo. Conforme os morros de minerais vão crescendo, eles acabam tampando a saída da fonte de água e um novo monte acaba surgindo em outro local próximo.

Quando as temperaturas ficam acima de zero, esses belos minerais se desidratam e formam um mineral em forma de pó chamado tenardita, o anidro de sulfato de sódio (Na2SO4). Portanto, esses morros de minerais do Grande Lago Salgado estão com os dias contados.

Análogos aos minerais de Marte

Cientistas acreditam que os morros sejam parecidos com estruturas minerais de Marte que podem estar preservando traços de micróbios que viveram na água salgada dos lagos marcianos há bilhões de anos. Por enquanto, porém, não foi identificada a presença deste mineral no nosso planeta vizinho. [Utah State Parks Blog, Live Science]



Fonte: Ambiente Brasil - Hypescience



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais