Notícias

Pequeno empresário conquista mais clientes durante a quarentena vendendo pamonha

Compartilhe:     |  6 de julho de 2020

A crise gerada pelo novo coronavírus tem fechado empresas e feito muitas buscarem crédito para continuar funcionando. Mas também tem negócio que se deu bem. É o caso de um microempreendedor individual que cativou mais clientes durante a quarentena vendendo pamonha.

Valdir Novaes trabalha com venda de comida na rua desde os 12 anos. Começou com cozinha e pastel preparados pela mãe. Há dez anos vende pamonha, curau, sucos e bolos de milho e mandioca. E tem registro de MEI.

“Não é só ir pra rua, é saber se comunicar. É vender o produto que você gostaria de consumir. Vender o que compraria pra você e tratar cliente como você gostaria de ser tratado”, conta Valdir.

Antes da pandemia, Valdir vendia mais para quem trabalhava perto de onde ele parava o carro. Agora conquistou novo público: pessoas que estão passando mais tempo em casa por causa da quarentena.

Vendedor de pamonha ganha mais clientes durante a quarentena — Foto: Reprodução TV Globo

Vendedor de pamonha ganha mais clientes durante a quarentena — Foto: Reprodução TV Globo

“Aumentou 40% as vendas por causa da pandemia. Quem tava na empresa, está em casa. Então, graças a Deus, tá muito bom”, diz Valdir.

Valdir vendia 70 pamonhas por dia e agora vende 100. Ele também recebe encomenda por WhatsApp. É tanto pedido que a filha Gabi também está ajudando.



Fonte: PEGN



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Doação de sangue em animais: como funciona e os requisitos para um animal ser doador

Leia Mais