Notícias

Pesquisa aponta que cera do ouvido ajuda no diagnóstico precoce de câncer

Compartilhe:     |  2 de setembro de 2019

Pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) descobriram que a cera produzida no ouvido é capaz de ajudar no diagnóstico do câncer. De acordo com o portal G1, o estudo identificou 27 substâncias que, se estiverem presentes na cera, indicam a existência de câncer em alguma parte do corpo.

No total, 102 voluntários participaram do estudo. De acordo com os pesquisadores, a partir de amostras do tamanho de um grão de arroz, foi possível identificar quem estava doente. A ideia dos estudiosos é que a análise de cera de ouvido se torne tão comum quanto um exame de sangue.

A pesquisa apontou que além de ser uma barreira, a cera também carrega informações importantes sobre o corpo humano. Segundo o coordenador da pesquisa, Nelson Antoniosi, a cera concentra aquilo que é uma impressão digital do que nossas células produzem, logo, contém componentes que podem ter sido produzidos por células saudáveis e cancerosas.

Com o estudo, é possível verificar em cinco horas se o paciente tem ou não câncer. A pesquisa ainda revela que o exame é capaz de detectar o câncer ainda em estágio inicial, o que aumenta a chance de cura.



Fonte: Gaúcha ZH



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como restaurar o equilíbrio intestinal de cães e gatos

Leia Mais