Notícias

Pesquisadores canadenses trabalham no aperfeiçoamento de bifes veganos

Compartilhe:     |  28 de março de 2019

O mercado de carnes vegetais está em ascensão, trazendo novidades deliciosas e animadoras para quem busca por produtos livres de crueldade animal.

A doação de 330 mil dólares (cerca de 1 milhão de reais) para a Universidade de Guelph foi financiada pelo Good Food Institute (GFI)em Washington DC e permitirá que a equipe desenvolva tecnologias para uso no mercado de carne à base de vegetais, que deve valer 1 bilhão de dólares (aproximadamente 4 bilhões de reais) em vendas no varejo em 2019.

“Nosso objetivo é que mais cientistas – e os recursos financeiros necessários para seu trabalho – encontrem seu caminho para a pesquisa de carnes à base de plantas e células“, escreveu a GFI em seu site.

O projeto de pesquisa, liderado pelo Prof Mario Martinez, vai explorar como fornecer a “textura de carne fibrosa e ‘sensação de boca’” de produtos de carne convencionais .

De acordo com o site da Food in Canada , o professor de ciência dos alimentos Benjamin Bohrer disse que a equipe pretende “tornar a Universidade de Guelph o lugar para empresas iniciantes virem para descobertas e inovação” em um mercado emergente que provavelmente complementará a produção pecuária tradicional”.

O mercado de carne vegana

Beyond Meat e a Impossible Foods são apenas duas das empresas que oferecem alternativas vegetais para as pessoas que querem ainda desfrutar de um hambúrguer, bem como empresas como a NovaMeat, sediada em Espanha, que recentemente imprimiu em 3D um bife feito com algas marinhas.

De acordo com um relatório publicado no ano passado pela Coherent Market Insights, empresa de consultoria e pesquisa de mercado, O mercado global de carnes veganas deverá ultrapassar 6,5 bilhões dólares até 2026 (cerca de 25 bilhões de reais).



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais