Notícias

Pesquisadores descobrem onde fica a consciência no cérebro dos macacos

Compartilhe:     |  26 de fevereiro de 2020

Um estudo inovador em macacos ofereceu algumas pistas sobre os locais da consciência deles no cérebro. Na experiência, a equipe estimulou o tálamo lateral de macacos anestesiados, fazendo com que eles ficassem acordados e alertas instantaneamente.

Os neurocientistas já haviam classificado o tálamo lateral central como um dos correlatos neurais da consciência, mas essa pesquisa dá mais credibilidade à alegação. “Descobrimos que, quando estimulamos essa pequena área cerebral, podemos acordar os animais e restabelecer toda a atividade neural. Eles agiram como se estivessem acordados. Quando desligamos o estímulo, os animais voltaram a ficar inconscientes”, disse Yuri Saalmann, autor da pesquisa, em comunicado.

É importante entender que, no contexto do estudo, “consciência” se refere a estar acordado. “Temos que começar entendendo o mecanismo mínimo necessário ou suficiente para a consciência, para que a parte correta do cérebro possa ser direcionada clinicamente”, afirmou Michelle Redinbaugh, principal autora do artigo, publicada na revista Neuron.

A equipe, da Universidade de Wisconsin-Madison, acredita que esse resultado pode ajudar a desenvolver terapias para pacientes humanos em coma. Além disso, ela pode ser usada para monitorar quem está sob anestesia clínica, garantindo que eles estejam inconscientes com segurança.

“É improvável que a consciência seja específica em um local no cérebro. Mas a principal motivação dessa pesquisa é ajudar as pessoas com distúrbios de consciência a viverem vidas melhores”, observou Redinbaugh.



Fonte: Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Alimentação natural para cães: saiba tudo sobre o assunto

Leia Mais