Notícias

Pesquisadores encontram novos fósseis de aves, crocodilo e peixes em sítio paleontológico

Compartilhe:     |  17 de maio de 2019

Pesquisadores anunciaram nesta quinta-feira (16) a descoberta de novos fósseis de aves, dente de crocodilo e escamas de peixes, em uma área no Parque dos Girassóis, em Presidente Prudente (SP).

A equipe é composta por cientistas brasileiros, americanos e argentinos.

O paleontólogo Willian Roberto Navas, do Museu de Paleontologia de Marília (SP) informou ao G1 que também foram encontrados outros tipos de fósseis ainda não identificados.

“[Encontramos] Alguns elementos isolados de aves, que é o nosso principal objetivo, dente de crocodilo, escama de peixe, restos ósseos indeterminados e vários outros fragmentos de fósseis difíceis de determinar agora aqui o que são. Então, ocorrem em certos níveis de rocha que apresentam determinados tipos de fósseis. Então, as aves, que são o nosso principal objetivo, são encontradas numa rocha bem fininha. Essa rocha bem fininha se alterna lateralmente com rochas mais grosseiras. As rochas mais grosseiras têm o dente de crocodilo, dente de dinossauro, que foi transportado no passado. As avezinhas ficaram notadamente preservadas porque elas ficaram depositadas numa lama fininha há milhões de anos e foram rapidamente cobertas por outras camadas de lama fina, preservando da destruição esses elementos de aves tão importantes hoje pro estudo, eu diria em nível mundial”, explicou Navas ao G1.

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Conforme o paleontólogo, esta é a quarta etapa de escavações na região de Presidente Prudente, sendo a segunda vinda ao campo com os pesquisadores da Argentina e dos Estados Unidos.

“Essa parceria começou em 2017, foi a primeira vez que esse grupo veio a Marília, não exatamente essa turma, e estão retornando agora em 2019 e o objetivo principal é a continuidade da escavação e coleta de rocha contendo incrustados pequenos ossos de aves, principalmente do grupo de aves. É evidente que, quando nós estamos escavando, podemos encontrar outros fósseis como crocodilos, tartarugas, escamas de peixes, que nós achamos aqui hoje, então, também são fósseis que estão associados e que nós levamos embora para serem estudados”, explicou Navas ao G1.

Os fósseis localizados na área que inclui todo o Oeste Paulista, desde Marília até Presidente Prudente e Araçatuba (SP), são de rochas com uma idade entre 65 e 80 milhões de anos, referente ao período Cretáceo Superior, segundo o pesquisador.

“Todos esses fósseis, ocorrentes no Oeste Paulista, estão ocorridos em arenito. Arenito é o nome da rocha. Arenito vem de areia. Então, são camadas de areias solidificadas ao longo de milhões de anos produzindo esses sedimentos maciços”, afirmou Navas ao G1.

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

O pesquisador explicou que os estudos sobre os fósseis continuam.

“Nós não estamos com todos os estudos efetivados. Várias informações sobre o paleoambiente e o contexto de rocha foram levados para os Estados Unidos em 2017 e o que nós acreditamos é que, justamento nesse pontinho, que hoje é um terreno comum e não tem nada a ver com a era dos dinossauros, há milhões de anos deveria haver uma planície alagadiça, mas de clima meio quente e seco e uma área um pouco mais funda, onde se depositavam sedimentos finos. Pra nossa sorte, um dos animais que acabaram sendo depositados e fossilizados nesse sedimento fininho foram as aves, misturados com dentes de dinossauros, crocodilos, escama de peixe”, pontuou Navas ao G1.

O paleontólogo explicou ainda que os fósseis encontrados são de novas espécies de aves.

“Entre mais ou menos dois mil ossinhos coletados aqui de aves, temos, por baixo, três ou quatro novas espécies em nível mundial. Espécies de aves primitivas, que foram extintas junto com os dinossauros. Então, três ou quatro espécies novas. Essas espécies ainda não têm um nome científico, mas vão ter, porque são raridades. Depois serão produzidos com esses fósseis alguns artigos científicos, que serão disponibilizados para toda comunidade científica da América do Sul, do Norte, Europa, Ásia, África, principalmente com o material da China, que vai ser comparado com o de Prudente”, relatou ao G1.

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Tombamento

O prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), que acompanhou os trabalhos dos pesquisadores na tarde desta quinta-feira (16), anunciou que vai pedir o tombamento da área ao Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico e Arquitetônico (Comudephat).

“Os sítios e paisagens geológicos e paleontológicos podem ser também objeto de proteção, não apenas por órgãos federais, como por órgãos ambientais e culturais estaduais e municipais – em que haja legislação pertinente (como é o caso de Presidente Prudente)”, sustentou o Poder Executivo na fundamentação do pedido.

Segundo o Executivo, a área objeto das atuais escavações e do encontro dos vestígios paleontológicos está em um terreno na zona sul da cidade, no Parque dos Girassóis, de dominialidade pública da Prefeitura, como “Área de Lazer”.

Além disso, na extensão do terreno das escavações, está outra área pública municipal, também com referência cadastral como “Área de Lazer”, que da mesma forma poderia ser incluída no tombamento, segundo a Prefeitura, de modo a ampliar as medidas para “que seja garantida a preservação do sítio arqueológico e a continuidade das escavações, que com certeza vão ajudar no conhecimento científico mundial e obviamente na história e formação de nossa região”.

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

A Prefeitura lembrou que Presidente Prudente já tinha sido destaque em pesquisas paleontológicas em 2013, quando foram encontrados fragmentos de uma nova espécie de dinossauros – o Brasilotitan nemophagus – numa escavação conduzida pelo pesquisador brasileiro William Roberto Navas, do Museu de Paleontologia de Marília (SP), que também integra a atual equipe de cientistas na cidade.

Após o tombamento, a Prefeitura pretende fazer o cercamento e a proteção de todo o terreno, para evitar que haja qualquer tipo de depredação ao sítio.

“Não podemos permitir que haja qualquer tipo de intervenção que prejudique os fragmentos históricos, por isso, vamos adotar essas medidas de proteção. A intenção é de que, no futuro, este lugar se torne um Parque Paleontológico, permitindo visitações técnicas de estudantes e de toda a comunidade”, declarou Bugalho.

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fósseis são encontrados em rochas em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Fóssil de dente de crocodilo foi encontrado em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

Pesquisadores realizam escavações em sítio paleontológico em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

O pesquisador William Roberto Navas mostra fósseis encontrados em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

O pesquisador William Roberto Navas mostra fósseis encontrados em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1



Fonte: G1 Presidente Prudente - Stephanie Fonseca



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais