Notícias

Pimenta-caiena é rica em antioxidantes, vitaminas e minerais importantes

Compartilhe:     |  6 de junho de 2021

pimenta-caiena é uma variedade de Capsicum annum, uma espécie de planta nativa da América. Outras variedades desta espécie são o pimentão, a páprica e o jalapeño. Deve o seu nome à cidade de Caiena (Cayenne), capital da Guiana Francesa, local de onde se origina.

Muitas vezes, a pimenta-caiena é confundida com a pimenta dedo-de-moça, que é muito semelhante em aparência, mas um pouco mais comprida e fina do que a primeira variedade. Além disso, a pimenta-caiena é um pouco mais picante do que a dedo-de-moça, segundo a escala Scoville, que classifica a ardência das pimentas.

A ardência e a sensação de calor da pimenta são atribuídas ao alto teor de capsaicina, substância que promove diversos benefícios à saúde, como prevenção da obesidade e redução dos níveis de gordura no sangue.

A capsaicina também está presente em muitas preparações tópicas para tratar dores nas articulações e nos músculos. Na medicina tradicional chinesa e Ayurverda, a pimenta-caiena é utilizada de várias maneiras, inclusive como auxiliar no combate a problemas circulatórios.

Perfil nutricional da pimenta-caiena

A pimenta-caiena é rica em antioxidantes, incluindo:

Além desses nutrientes, a pimenta-caiena também contém:

Uma colher de sopa de pimenta-caiena contém:

Benefícios da pimenta-caiena para a saúde

1. Acelera o metabolismo

A capsaicina tem propriedades que aceleram o metabolismo, porque aumenta a quantidade de calor produzida pelo corpo, o que faz com que você queime mais calorias por dia.

Ele faz isso por meio de um processo chamado termogênese induzida por dieta, que causa um aumento no metabolismo.

2. Ajuda a reduzir a fome

Muitos estudos mostram que a capsaicina ajuda a reduzir o apetite e a manter a sensação de saciedade por mais um tempo. De acordo com uma pesquisa, isso acontece porque ela diminui a produção do hormônio da fome, a grelina.

3. Reduz a pressão arterial

A capsaicina também desempenha um papel importante na redução da pressão arterial elevada.

Um estudo em ratos com pressão alta mostrou que o consumo a longo prazo de especiarias dietéticas contendo capsaicina ajudou a reduzir a pressão arterial.

Outro estudo mostrou que a capsaicina ajudou a relaxar os vasos sanguíneos em porcos, levando à redução da pressão.

É importante notar que os resultados acima são baseados em animais e os efeitos da capsaicina podem ser diferentes em humanos. Por isso, mais pesquisas são necessárias para confirmar este benefício.

4. Ajuda na digestão

Especiarias dietéticas e seus componentes ativos podem fornecer muitos benefícios para o estômago.

Por exemplo, a pimenta-caiena pode ajudar a aumentar a defesa do estômago contra infecções, aumentar a produção de fluidos digestivos e ajudar a fornecer enzimas ao estômago, auxiliando na digestão. Ela faz isso estimulando os nervos do estômago que sinalizam para proteção contra lesões.

Embora algumas pessoas acreditem que alimentos picantes podem causar úlceras estomacais, um artigo de revisão mostrou que a capsaicina presente na pimenta-caiena pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver essa complicação de saúde.

5. Alivia a dor

A capsaicina tem propriedades analgésicas potentes quando aplicada na pele em forma de creme.

Isso ocorre porque a capsaicina ajuda a reduzir a quantidade de substância P, um neuropeptídeo produzido pelo corpo que viaja até o cérebro para sinalizar a dor.

Se uma menor quantidade de substância P é produzida, os sinais de dor não chegam ao cérebro e a sensação de dor diminui.

A capsaicina está disponível como um creme para a pele e geralmente é recomendada para as seguintes condições:

6. Pode melhorar a psoríase

psoríase é um exemplo de doença autoimune que se apresenta como manchas de pele vermelha, coceira e escamosa.

Atualmente, não há cura para o problema. No entanto, os cremes de capsaicina podem ajudar a aliviar a coceira e melhorar a aparência das áreas afetadas pela psoríase.

7. Pode reduzir o risco de câncer

câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento celular incontrolável.

A capsaicina na pimenta-caiena mostra-se promissora na redução do risco de câncer. Ele pode fazer isso atacando muitas vias diferentes no processo de crescimento das células cancerosas.

Na verdade, estudos têm mostrado que a capsaicina pode retardar o crescimento das células cancerosas e até mesmo causar a morte celular para muitos tipos diferentes de câncer, incluindo câncer de próstata, pancreático e de pele.

Riscos e precauções

O consumo de pimenta-caiena é considerado seguro para a saúde, mas as quantidades devem ser observadas. Na verdade, comer qualquer tipo de pimenta em excesso pode causar dor de estômago e enjoo. Por isso, é recomendável manter a moderação.



Fonte: Equipe Ecycle - Isabela Talarico - Imagem de Jill Wellington em Pixabay



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como não repreender seu cachorro – Dicas de cuidados e educação

Leia Mais