Notícias

PL que proíbe venda e soltura de fogos com barulho é aprovado em SP

Compartilhe:     |  19 de maio de 2018

O projeto, agora, segue para análise do prefeito Bruno Covas, que pode decidir pela sanção ou pelo veto.

Um projeto de lei que proíbe a venda e a soltura de fogos de artifício com barulho em São Paulo foi aprovado pela Câmara Municipal. Uma petição com 72 mil assinaturas contra os fogos e a cobrança feita aos vereadores para que se posicionassem a favor do projeto contribuíram para a aprovação.

No abaixo-assinado, há relatos de famílias que têm filhos autistas, que sofrem e podem até ter convulsões devido ao barulho dos fogos, e de pessoas que tutelam animais, que também são vítimas dos artefatos explosivos, havendo casos, inclusive, de morte de animais em decorrência de parada cardíaca causada pelo barulho. A petição é de autoria de Rogério Nagai, porta-voz de defensores dos direitos de crianças com autismo e de ativistas pelos direitos animais.

O projeto, agora, segue para análise do prefeito Bruno Covas, que pode decidir pela sanção ou pelo veto. “Até agora, fomos ignorados pelo prefeito”, reclama Rogério. Os ativistas que fazem parte da campanha estão tentando marcar uma reunião com a Prefeitura para que seja realizada a entrega das assinaturas da petição, mas até o momento não obtiveram resposta. As informações são do portal Catraca Livre.

Carlos Eduardo Menezes, pai de uma menina com autismo que afirma conhecer várias pessoas com o distúrbio, conta que os fogos são prejudiciais. “A grande maioria é afetada por este problema [dos rojões], que pode ser evitado”, disse ao publicar um comentário na petição.

Os seis cachorros tutelados por Dinarte Francisco também sofrem com os fogos. “Sei o quanto eles se amedrontam e sofrem com esta brincadeira sem graça”, escreveu.

No entanto, o movimento pelo fim dos fogos de artifício com barulho não atinge apenas São Paulo, mas todo o país. Mais de 73 mobilizações, que pedem tanto leis municipais quanto nacionais, foram criadas no Brasil. Em municípios como Salvador, Florianópolis, Belo Horizonte e Bauru já foram coletadas mais de 160 mil assinaturas contra os explosivos.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais