Notícias

PNUD quer fortalecimento do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil no Brasil

Compartilhe:     |  22 de outubro de 2014
O Brasil é um país com grande ocorrência de desastres naturais e eles têm crescido ao longo dos últimos anos: de acordo com dados do Atlas Brasileiro de Desastres Naturais, entre 1991 e julho de 2012, foi registrada uma média de 1.363 catástrofes por ano, ao todo foram 31.909 catástrofes no país, sendo que 73% ocorreram na última década. A liderança do ranking de desastres naturais pertence à seca, cuja frequência é maior no Nordeste e representa 50,34% dos registros.
No entanto, embora em número proporcionalmente menor, as inundações bruscas foram as que deixaram mais mortos nos últimos anos. Os deslizamentos registraram o maior avanço, entre 1990 e 2000, houve uma alta de 21,7 vezes no número de ocorrências. Esse aumento está diretamente relacionado à ocupação desordenada do solo.
Esses dados ressaltam a importância do fortalecimento do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (SINPDEC) no Brasil. Nesse contexto, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realiza, nesta quarta-feira (22/10), o workshop “Sistemas Nacionais de Políticas Públicas: boas práticas e insumos ao processo de estruturação do SINPDEC” com o objetivo de possibilitar a  troca de experiências entre Sistemas Nacionais de Políticas Públicas de referência que são parceiros do PNUD em projetos de cooperação técnica – como o Sistema Único de Saúde (SUS), o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e o Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) – para colaborar com a discussão sobre a regulamentação da legislação que rege o SINPDEC.
Além de fomentar a proteção da população contra os efeitos de desastres naturais – por meio da implantação de mecanismos para o pronto atendimento e resposta nas situações de desastre – o SINPDEC visa também fortalecer no país uma cultura de gestão de riscos, que garanta a implantação de estratégias voltadas à prevenção de desastres e ao melhor gerenciamento dos fatores de risco a eles associados.
O evento terá a presença do representante residente do PNUD, Jorge Chediek, do secretário nacional de Defesa Civil, Adriano Pereira Junior, da secretária nacional de Assistência Social, Denise Colin, além de outros representantes dos Ministérios da Integração, do Desenvolvimento Social, da Justiça e da Saúde e do PNUD.

 



Fonte: PNUD Brasil



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Saiba como cuidar do seu pet em tempos de coronavírus

Leia Mais