Notícias

Poluição custa US$ 8 bilhões por dia e mata 4 milhões de pessoas no ano

Compartilhe:     |  13 de fevereiro de 2020

A poluição do ar causada pela queima de combustíveis fósseis custa à economia global cerca de US $ 8 bilhões por dia. A estimativa consta em relatório do Greenpeace do Sudeste Asiático e do Centro de Pesquisa em Energia e Ar Limpo.

O impacto econômico leva em consideração, principalmente, os custo com saúde. Esses componentes nocivos no ar são responsáveis por mais de 4 milhões de mortes em todo o mundo a cada ano. E a queima de gás, carvão e petróleo causa o triplo de mortes em relação aos acidentes de trânsito, segundo o site do jornal The Guardian.

Divulgado hoje, o relatório apresenta análise de conjunto de dados globais de concentrações de poluentes comuns como PM2.5, ozônio e NO2. Com base nessas informações foi possível calcular o impacto na saúde e o custo econômico subsequente para 2018.

A pesquisa aponta que o NO2, de veículos a gasolina e diesel, usinas de energia e fábricas, está ligado a 4 milhões de novos casos de asma em crianças a cada ano. Para os pesquisadores, 16 milhões de crianças vivem com a patologia por causa da poluição gerada pelos combustíveis fósseis.

O mercado de trabalho e a produtividade das empresas também são afetados. As pequenas partículas de poluição, as PM2.5, geram 1,8 bilhões de dias de ausência no trabalho devido a doenças, por ano.

“Todos os anos, a poluição do ar proveniente de combustíveis fósseis leva milhões de vidas, aumenta nosso risco de derrame, câncer de pulmão e asma e nos custa trilhões de dólares”, diz Minwoo Son, ativista do Greenpeace no Leste da Ásia, ao The Guardiam.

Segundo Son, é necessário mudar para um sistema de transporte e energia limpa traria benefícios econômicos e de saúde.



Fonte: MSN - IstoÉ



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais