Notícias

Primeiro estádio carbono zero do mundo será inaugurado em Seattle

Compartilhe:     |  3 de julho de 2020

Seattle é uma cidade americana que tem mostrado mais e mais seu comprometimento com um futuro mais sustentável. Já mostramos aqui, no Conexão Planeta, várias iniciativas implementadas por lá, como o investimento de US$ 1 bilhão em um programa para salvar baleias orcas da extinção e mais recentemente, o anúncio da prefeitura de que manteria ruas fechadas permanentemente a carros para que a população possa se exercitar e praticar outras atividade de lazer.

Na semana passada, uma outra notícia veio se juntar a essas acima. Graças a uma parceria entre diversas empresas, entre elas a gigante Amazon, e o time de hockey da cidade, o NHL Seattle, o antigo estádio KeyArena será completado remodelado e ganhará um novo nome, Climate Pledge Arena, algo como Juramento, Promessa ou Testemunho Climático, na tradução para o portguês.

“Estamos batizando de Climate Pledge Arena como um lembrete frequente da necessidade urgente de ação climática. Será a primeira arena carbono zero certificada no mundo, sem geração nenhuma de resíduos provenientes de operações e eventos, e usará a água da chuva para criar o gelo da NHL”, escreveu Jeff Bezos, CEO da Amazon, em seu Instagram.

Segundo os idealizadores do projeto, há décadas que sabemos que é preciso fazer tudo de uma maneira diferente. As novas construções não podem depender mais de combustíveis fósseis.

Primeiro estádio carbono zero do mundo será inaugurado em Seattle

O esqueleto original do estádio, construído em 1962, foi totalmente reciclado e seu antigo telhado preservado. Toda a eletricidade que será usada para o funcionamento da arena terá como fonte energia renovável, proveniente de plantas solares e eólicas externas, e painéis solares, instalados no local.

Além do reuso da água da chuva, como citado por Bezos, nos banheiros as privadas funcionarão sem água e os chuveiros para os jogadores serão inteligentes, proporcionando o racionamento desse recurso.

A meta é que, já no ano que vem, haja uma redução na utilização de plástico, e até 2024, a Climate Pledge Arena seja “plástico zero“, ou seja, nenhuma embalagem de uso único – copos, talheres e canudos descartáveis – usados durante seus eventos sejam feitos com esse tipo de material, um passo importante para evitar a geração de lixo e a consequente destinação incorreta de resíduos, como por exemplo, nos oceanos.

Primeiro estádio carbono zero do mundo será inaugurado em Seattle

O projeto estabelece ainda um sistema próprio de compostagem de resíduos, entre eles, as sobras de alimentos comercializados ali.

Em toda a arena haverá bebedouros de água para os visitantes, estimulando o uso de garrafas próprias.

Outra grande parte do trabalho de sustentabilidade dos administradores será incentivar os fãs a irem para os jogos e shows de música de transporte público, com o possível subsídio ou desconto de bilhetes dado pelos organizadores desses eventos.

Assim que estiver pronto, em 2021, se cumprir todos os requisitos assumidos, o estádio de Seattle receberá a certificação de Carbono Zero do International Living Institute.

“Este edifício será uma plataforma de discussão”, acredita Tod Leiweke, CEO do NHL Seattle. “Todo artista de música que tocar aqui, todo jogador que patinar aqui, sentirá a inspiração dessa arena. A sustentabilidade é uma questão importante para muitos”.



Fonte: Conexão Planeta - Suzana Camargo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Doação de sangue em animais: como funciona e os requisitos para um animal ser doador

Leia Mais